Outras Notícias

Veja os Comentários


11/05/2009-09:17:27
SuperSurf
 

Texto: Chico Padilha
Foto: Nilton Santos (SuperSurf)

Jano Belo vence abertura SuperSurf

Circuito tem décima edição e novo formato que paraibano estreou vencendo


Ontem, na Praia de Pitangueiras, Guarujá, São Paulo, o paraibano Jano Belo, fazendo 16,77 pontos na final, venceu à abertura do SuperSurf, divisão de elite do surf profissional brasileiro, superando ao defensor do título Gustavo Fernandes, do Rio de Janeiro.

A pontuação de Jano na decisão foi a maior média da prova superando os 16, 33 pontos que o pessoense alcançou nas semi-finais para superar ao vencedor da abertura 2008 catarinense Willian Cardoso, a quem Jano venceu de forma bastante expressiva, deixando-o precisando de trocar às duas notas até o minuto final quando então o surfista de Camboriú obteve uma onda acima de nove pontos, evitando a mesma "goleada do surf" que o futuro vice Gustavo Fernandes sofreria ao sair da final precisando de trocar suas duas notas para alcançar o paraibano que busca lhe suceder no título do SuperSurf e para tanto ontem saiu com a vantagem da primeira vitória e liderança.

Arrasador
Jano na decisão foi arrasador, sua terceira onda, muito bem escolhida, foi surfada com manobras de alto risco e uso das bordas da prancha com velocidade e muita fluidez com ele indo à crista da onda em diversos momentos depois de descer a base da mesma e executar uma manobra bastante forte, sequenciada com outras em que a última também envolveu risco na finalização, o que lhe valeu 9,60 pontos na nota, individualmente inferior apenas a nota alcançada no sábado pelo carioca Pedro Henrique, de terceiro lugar com Willan Cardoso ao ser barrado na primeira semi-final pelo conterrâneo Gustavo Fernandes.

Dos quatro no pódio, Jano Belo, um dos dezesseis pré-classificados do round dois, foi o último a estrear na prova, competindo apenas partir do sábado de três participações, quando ele bateu ao catarinense Fábio Carvalho em uma disputa de notas médias com seu favoritismo se confirmando para a seguir garantir sempre uma nota acima de oito pontos nas médias com as quais eliminou Guga Arruda, também de Santa Catarina, e fechando o sabádo ao único representante nordestino que enfrentou rumo a vitória, Edvan Silva, atual campeão nordestino profissional e quinto na disputada abertura da décima edição do SuperSurf, que este ano entre as inovações tem uma dia a menos e não possui mais repescagem.

No pódio Jano Belo fez questão de dedicar o título a todas as mães e em especial a sua, Sarita Belo que, em Intermares, Cabedêlo, acompanhou com o pai de Jano, o também professor universitário Chico Belo, todas as baterias do paraibano líder da temporada e que tem status de surfista local nas ondas do mar do macaco, Intermares, Cabedêlo, onde em 1998 conquistou seu primeiro de dois títulos paraibanos Sub-18, a chamada categoria Júnior, para atletas abaixo dos dezoito anos.

Nova geração
Coincidentemente a Escola do Surfista, em Intermares, Cabedêlo, realizou neste sabádo bingo beneficente e outras ações em prol de dois cabedelenses, o iniciante Fábio Gomes e o mirim José Francisco, integrantes da seleção da Paraíba no Brasileiro Amador, e entre os que colaboraram estiveram os pais de Jano que lá estiveram após as primeiras três vitórias do filho rumo ao título, na mesma ocasião representantes da Secretaria de Esporte do Estado adquiriram dois artigos sorteados e os doaram para que os dois garotos, destaques na abertura do Brasileiro Amador no Ceará, presenteassem suas mães neste domingo, outra importante colaboração individual para a dupla foi entregue pelo representante da empresa Aquacsol, o Sr Bento Oliveira.
 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS