Outras Notícias

Veja os Comentários


31/05/2009-17:48:38
Seletiva Petrobras
 

O cearense Thiago de Sousa venceu a etapa nordestina da Seletiva Petrobras de Surfe Masculino, faturando o prêmio de 10.000 Reais oferecido ao campeão em Pernambuco. A vitória só veio na sua última onda, quando conseguiu virar o placar da final com o paulista Hizunomê Bettero para 10,60 x 10,16 pontos na Baía de Maracaípe, em Ipojuca. O também cearense Messias Félix dividiu o terceiro lugar no pódio com o pernambucano Alan Donato, barrado pelo campeão nas semifinais da segunda etapa da Divisão de Acesso do Circuito Brasileiro. A última Seletiva Petrobras 2009 será em Saquarema (RJ).

“Foi uma bateria muito bem disputada e emocionante. O Hizú é um excelente surfista e fiquei apreensivo ali esperando a nota da minha última onda. Felizmente consegui a nota que precisava para vencer e estou muito feliz”, vibrou Thiago de Sousa, que não participou da primeira Seletiva Petrobras de Surfe Masculino em Imbituba (SC) e nem figurava na Divisão de Acesso. Com os 1.000 pontos da vitória em Pernambuco e mais 653 pontos dos dois resultados regionais que também são computados, ele foi direto para o oitavo lugar no ranking que garante quinze surfistas na elite nacional. Ele faz parte deste grupo graças ao Circuito Nordestino de 2008, que classifica três atletas para a Divisão Principal.

“Entrei muito motivado, com uma energia boa e estou muito feliz por fazer parte deste mundo mágico e supremo que é o surfe, pois isso vai muito mais além das competições. Agradeço toda galera local que torceu por mim hoje, eu venho aqui desde criança e já passei por muitos momentos bons na minha carreira nesse lugar”, destacou Thiago, que no pódio comentou sobre o momento mais decisivo para a sua vitória no domingo. Foi no sábado, quando despachou o líder do ranking, Odirlei Coutinho, mesmo somando apenas uma nota só com metade da outra, como penalidade por uma interferência.

“Não só a interferência, mas teve outra situação também, porque eu achei que não ia competir mais no sábado e tinha acabado de comer um PF reforçado. Tava com o bucho quebrado, como a gente fala lá no Ceará. Aí tive de entrar na bateria e ainda bem que consegui passar. Errei logo no começo, na disputa de uma onda com o Odirlei, mas corri atrás e consegui me classificar com interferência e tudo. Isso certamente me motivou bastante para chegar na final e ganhar este campeonato”, contou Thiago, que começou o último dia ganhando um confronto cearense com Betinho Rosa nas quartas-de-final e depois passou pelo local de Ipojuca, Alan Donato, que tinha toda torcida ao seu lado na semifinal.

Já o vice-campeão Hizunomê Bettero, que ganhou 6.000 Reais de prêmio, só pegou cearenses no domingo decisivo da Seletiva Petrobras de Surfe Masculino. Passou por Michel Roque nas quartas, por Messias Félix na semifinal e liderou praticamente toda a final com Thiago de Sousa. O título acabou sendo definido nas últimas ondas surfadas e que foram as melhores dos dois competidores na bateria. O ubatubense ganhou nota 5,33 na sua e deixou o cearense precisando de 5,10 pontos. Depois de um pequeno suspense, foi divulgada nota 5,53 para Thiago de Sousa, que festejou intensamente a vitória.

“Infelizmente faltou onda boa na final e acho que nem eu e nem o Thiago conseguimos mostrar o potencial real do nosso surfe”, lamentou Hizunomê. “As ondas estavam fechando muito rápido, só proporcionando apenas duas manobras. No início eu peguei duas regulares, fiquei na frente e fui pro outside esperar uma da série pra tentar aumentar a diferença, mas não deu. Subiu uma boa pro Thiago, que vinha tendo ótimas atuações desde o início da competição, ele conseguiu mandar três manobras para fazer a nota e vencer. Mas estou feliz com essa segunda colocação. Venho desde os 13 anos de idade para cá, fiz minha primeira final no Brasileiro Amador aqui e sempre sou bem recebido por todos”.

Nesta segunda etapa da Seletiva Petrobras, Hizunomê Bettero foi uma das quatro novidades na lista dos 15 surfistas que sobem para a elite pela Divisão de Acesso. Ele saltou do 58.o para o décimo lugar no ranking. Os outros são Alan Donato, que subiu de 22.o para quinto, o campeão Thiago de Sousa saiu do zero direto para o oitavo lugar e o baiano Franklin Serpa, em 19.o, agora passa a fechar o G-15 da Divisão de Acesso. Isto porque quatro surfistas que estão a sua frente já aparecem no grupo dos 24 primeiros colocados no ranking do SuperSurf 2009, que são mantidos na elite nacional: o líder Odirlei Coutinho, o novo vice-líder Messias Félix e Michel Roque (7.o) e Tânio Barreto (9.o)

“Apesar de não ter ido para a final, estou contente com o terceiro lugar que me levou para uma boa colocação no ranking brasileiro”, disse o pernambucano Alan Donato. “No domingo passado, fiz a final da etapa do Nordestino aqui também, então não tenho nada a reclamar e sim festejar mesmo dois pódios seguidos com todas essas feras do Sul competindo. Foi muito bom e só tenho de agradecer a todos que torceram por mim e também ao Geraldinho (Geraldo Cavalcante, presidente da Associação Nordestina de Surf), por fazer este trabalho tão importante aqui na nossa região. Espero que outras etapas, assim como outros eventos deste nível, possam vir para cá”, deseja o surfista de Ipojuca.

Mas, isso só vai continuar acontecendo se houver uma mudança na postura da administração atual da Prefeitura de Ipojuca, como afirmou Geraldo Cavalcante no pódio da Seletiva Petrobras. “São três finais de semana seguidos com eventos aqui em Maracaípe numa época de inverno que certamente não teria ninguém por aqui. A gente movimentou a cidade e é isso que nosso esporte representa aqui para o município. Não podemos ficar fazendo tudo só com apoio do Governo do Estado e da iniciativa privada. Tem que ter parceria da Prefeitura Municipal de Ipojuca também, ou então, depois de 30 anos pode ser que não tenha mais nenhum campeonato por aqui. Vou ter uma reunião com o prefeito para ver o que ele realmente pretende e se não tiver o apoio que precisamos, infelizmente Ipojuca vai deixar de ter eventos de surfe e iremos para outros municípios do estado que querem ter esse privilégio”.

A Seletiva Petrobras de Surfe Masculino é uma realização da MaxSports e conta com patrocínio exclusivo da Petrobras, apoio da Lui Lui e a GOL Linhas Aéreas Inteligentes como transportadora oficial, com organização técnica da Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP). A segunda etapa na Baía de Maracaípe foi promovida também com apoio do Governo do Estado de Pernambuco, Prefeitura Municipal de Ipojuca, Federação Pernambucana de Surf e da Associação Nordestina de Surf (ANS).

GRANDE FINAL – 10.60 x 10.16 pontos:
Campeão: Thiago de Sousa (CE) com notas 5,53 e 5,07 – R$ 10.000 e 1.000 pontos
Vice-campeão: Hizunomê Bettero (SP) com 5,33 e 4,83 – R$ 6.000 e 860 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar (R$ 3.000,00 e 730 pts):
1.a: Thiago de Sousa (CE) 11.67 x 9.50 Alan Donato (PE)
2.a: Hizunomê Bettero (SP) 12.23 x 10.37 Messias Félix (CE)

QUARTAS-DE-FINAL – 5.o lugar (R$ 1.500,00 e 610 pts):
1.a: Alan Donato (PE) 11.67 x 4.06 Jeferson da Veiga (PR)
2.a: Thiago de Sousa (CE) 12.03 x 6.74 Betinho Rosa (CE)
3.a: Messias Félix (CE) 11.10 x 9.03 Saulo Carvalho (PB)
4.a: Hizunomê Bettero (SP) 12.10 x 8.56 Michel Roque (CE)

RANKING DA DIVISÃO DE ACESSO – após 2 etapas da Seletiva Petrobras + 11 regionais:
01: Odirlei Coutinho (SP) – 2.520 pontos
02: Messias Félix (CE) – 1.960
03: Rudá Carvalho (BA) – 1.883
04: Halley Batista (PE) – 1.720
05: Alan Donato (PE) – 1.712
06: Tomas Hermes (SC) – 1.675
07: Michel Roque (CE) – 1.658
08: Thiago de Sousa (CE) – 1.653
09: Tânio Barreto (AL) – 1.652
10: Hizunomê Bettero (SP) – 1.578
11: Beto Mariano (SC) – 1.543
12: César Aguiar (PE) – 1.533
13: Ricardo Ferreira (SP) – 1.505
14: Bruno Galini (BA) – 1.480
15: Alan Jones (RN) – 1.453
16: Ulisses Meira (PB) – 1.450
17: Leandro Bastos (RJ) – 1.418
18: Felipe Ximenes (SC) – 1.408
19: Franklin Serpa (BA) – 1.385
20: Emerson Piai (SP) – 1.367
Por João Carvalho e Jocildo Andrade

 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS