Outras Notícias

Veja os Comentários


06/10/2003-13:36:34
Super Trials
 

O baiano Cristiano Spirro venceu neste domingo (5/10) o Rip Curl Rio Pro, oitava etapa da Super Trials e terceira e última do Circuito Estadual, disputada em ondas de cerca de meio-metro, na Barra da Tijuca.

Spirro ganhou e comemorou, mas a maior festa do dia ficou para o cearense radicado no Rio Heitor Alves, que terminou em segundo e conquistou o título estadual.

O carioca Anselmo Corrêa e o também cearense Fabinho Silva completaram a final, terminando em terceiro e quarto lugares respectivamente. O Rip Curl Rio Pro ofereceu R$ 35 mil em prêmios e 2.000 pontos ao campeão.

A competição teve o patrocínio da Rip Curl e da Prefeitura do Rio de Janeiro, através da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer. Com seus principais adversários sendo eliminados do campeonato durante as fases anteriores, Heitor Alves chegou ao último dia de competições precisando apenas passar sua bateria das quartas-de-final para garantir o título.

O cearense não teve problemas para ficar em primeiro lugar e comemorou muito ainda na água.

“Fiz as contas ontem à noite e sabia que estava na água para ser campeão. Graças a Deus consegui. Estou muito amarradão. Acabou essa história de vice”, desabafou o surfista que fora vice-campeão brasileiro amador na categoria Open ano passado e dos campeonatos cearense e nordestino, tendo de ouvir de seus amigos que agora que conquistou um título ele teria de mudar de time e deixar de torcer pelo Vasco.

Enquanto dava entrevistas, seu conterrâneo Fabinho Silva retirava a camisa de competição ao seu lado. Fabinho é o maior nome da história do surfe masculino no Ceará.

“Eu me espelhei muito nesse cara. Eu era garoto a ia ver o Fabinho surfar em Titãzinho, que fica perto de onde eu morava”, disse o campeão estadual, que se mudou para o Rio há quatro anos e divide uma casa no Recreio com mais quatro surfistas do Nordeste: Claudemir Lima. Martins Bernardes, André Messias e Geraldo Lemos.

Animado, Heitor Alves deu um show na semifinal, quando conseguiu a melhor onda do campeonato, marcando 9,5 pontos e garantindo a premiação extra de R$ 500 oferecida pela Jamf. O segundo lugar lhe valeu R$ 4 mil. O cearense ficou em primeiro, deixando Anselmo Corrêa em segundo, o catarinense Ricardo Ortiz em terceiro e o carioca Pedro Henrique, em quarto.

Na outra semifinal, Spirro já começou a mostrar que estava muito bem adaptado às condições do mar, vencendo sua bateria e deixando Fabinho Silva em segundo. Raoni Monteiro, que recentemente garantiu uma vaga no World Championship Tour (WCT), a primeira divisão mundial, ficou em terceiro (sétimo na classificação final) e Leandro Bastos em quarto.

A final reuniu surfistas da novíssima geração, Heitor Alves, de 21 anos, e Anselmo Corrêa, de 22, com atletas que já passaram pelo WCT, Spirro, de 30, e Fabinho Silva, de 31.

O baiano surfou duas ondas boas e abriu grande vantagem, deixando os demais lutando pelo segundo lugar. Porém, Heitor Alves reagiu e no final estava precisando de uma onda de 6,5 pontos. A onda não veio e Spirro e Heitor Alves terminaram a bateria abraçados, comemorando juntos.

“Orei muito para Jesus e entrei no mar muito concentrado. Hoje em dia está muito difícil ganhar um campeonato, mas deu tudo certo e estou muito feliz. Há três anos venho buscando um bom resultado, que não vinha mesmo quando eu surfava bem. Agora meu objetivo é correr o WQS em 2004 para voltar ao WCT em 2005” disse Spirro.

O resultado da Barra aproximou Spirro e Heitor Alves da liderança do ranking da Super Trials, que classifica os 28 melhores para o SuperSurf, a primeira divisão do surfe brasileiro. A liderança continua com o paulista Renato Galvão, que no Rio ficou em 13o e agora soma 5.240 pontos. Heitor Alves aparece em segundo, com 4.760, seguido pelo paulista Tadeu Pereira, com 4.720. Spirro é o quarto, com 4.655.

Ainda serão disputadas quatro etapas do Super Trials, duas de nível máximo (3 A), no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina e duas de nível mínimo (1 A), em São Paulo e Santa Catarina.

Resultado

1 Chistiano Spirro – BA
2 Heitor Alves – CE
3 Anselmo Correia – RJ
4 Fábio Silva – CE
5 Ricardo Ortiz SC
Raoni Monteiro – RJ
7 Pedro Henrique – RJ
Leandro Bastos – RJ
9 Guilherme Ferreira – SC
Jano Belo – PB
Leonardo Trigo – RJ
Hizunome Bettero – SP
13 Jihad Kohdr – PR
Renato Galvão – SP
Danilo Grillo – SP
Jojó de Olivença - BA

Ranking Super Trials - após oitava etapa

1 Renato Galvão SP – 5240
2 Heitor Alves CE – 4760
3 Tadeu Pereira SP – 4720
4 Chistiano Spirro BA- 4655
5 Flávio Costa BA – 4640
6 Cristiano Guimarães SP – 4520
7 Odirlei Coutinho SP – 4460
8 Raphael Becker SC – 4395
9 Anselmo Correia RJ – 4240
10 Marco Polo SC- 3370

Ranking estadual

1 Heitor Alves 3080
2 Anselmo Corrêa 1780
3 Yuri Sodré 1640
4 Leandro Bastos 1598
5 Gustavo Fernandes 1530
6 Pedro Henrique 1510
7 Leonardo Trigo 1320
8 Leonel de Brizola 930
9 Victor Ribas 860
10 Rafael Guimarães 800
 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS