Outras Notícias

Veja os Comentários


09/08/2009-18:31:53
Nordeste PRO #7
 

Texto: Jocildo Andrade

Festa baiana no ANS Pro Tour

Bino Lopes carimba sua primeira vitória no Tour Nordestino.

O Domingo, último dia de competição no Smolder Pro Nordeste, abriu boas ondas, porém um pouco menores, muito sol e um vento ainda mais forte que no sábado.

Oitavas-de- final
Uma ajuda dos deuses fez o vento dar uma aliviada, deixando o mar mais acertado com ondas mais definidas e abrindo um pouco mais.

Na primeira bateria das oitavas Líder e vice do ANS Pro Tour fizeram uma das melhores baterias do evento. Halley Batista abriu as disputas com uma direita que lhe rendeu um tubo “seco” alucinante. O Cometa cravou 9.17 nesta onda aonde chegou inclusive a arrancar nota máxima de alguns árbitros. Depois ainda pegou mais uma boa aonde fez 6.33, ficando com 15.50 como média final e avançando em primeiro na bateria.

Na mesma bateria o vice-líder do circuito, Alan Jones que não quer perder contato com a liderança, também surfou muito mandando um dos aéreos maia altos do dia de hoje. Uma direita aonde ele optou em mandar apenas uma manobra que ele rendeu 7,67. Os dois mostraram que estão focados para se manterem na liderança do circuito. O cearense representante da Smolder Dunga Neto que foi o terceiro colocado e o baiano Aramando Daltro o quarto na disputa.

Messias Félix, que vem embalado por vitórias, não encontrou boas ondas em sua bateria. Faro Fino ficou em quarto na disputa contra Emerson Piai que foi o vencedor levando com ele para as quartas Glauciano Rodrigues. O potiguar Danilo Costa ficou com a terceira colocação.

Quartas de final
Muitas emoções em Stella Maris. O Cometa pernambucano, Halley Batista, defensor da liderança do circuito não encontrou boas ondas e perdeu na primeira bateria do round 4. As disputas foram dominadas pelo time cearense da Smolder Michel Roque (13.17) e Itim Silva (10.66). Os dois continuam na briga pelo título da etapa em Stella.

Com uma manobra muito forte desgarrando o pé da rabeta, voltando e ainda aplicando mais duas pancadas fortes, Alan Jones marca 9.73, melhor nota da competição, para vencer a bateria disputada contra Bruno Galini que ficou com a segunda colocação, Gutembergue Silva que ficou com a terceira e Emerson Piai com a quarta.

O paraibano Yure Nogueira (14.27) e o local Rudá Carvalho (13.73) surfaram muito e garantiram suas vagas nas semi, vencendo Alan Donato, terceiro colocado que tentou virada até o minuto final e Christiano Spirro, quarto na disputa.

Os conterrâneos Franklin Serpa e Bino Lopes defenderam as duas últimas vagas para a fase semifinal com unhas e dentes e conseguiram classificação em primeiro e segundo lugares respectivamente sobre os cearenses Adilton Mariano e Isaías Silva.

Semifinais
Show de surf na primeira semifinal do Smolder Pro. Todos os atletas mostraram muita instiga e muito surf em uma bateria bem disputada. Michel Roque que defende o Ceará e a escuderia Smolder somou 12.70 para garantir vitória sobre o agora atual líder do Tour Alan Jones que somou 11.66. Acabando com a festa do defensor do título da etapa Bruno Galini que ficou com a terceira colocação na bateria e quinta no evento. O valente Itim Silva que lutou até a última onda por sua classificação, não conseguiu a nota necessária e termina em quarto na bateria e sétimo no evento.

Domínio baiano na segunda semifinal. Bino Lopes abriu a bateria com uma boa onda que lhe rendeu 6.60, já em sua terceira fez 7.50 para assumir a liderança da disputa, até que Rudá Carvalho em sua oitava onda surfou muito, mandou várias manobras de backside e fez 9 pontos para assumir a liderança da bateria e garantir vaga na grande final. Franklin Serpa ainda tentou, em sua quinta onda fez 7.13 sua melhor na bateria, mas o escore não foi suficiente para o atleta avançar. Já o paraibano Yure Nogueira não resistiu ao ataque baiano e ficou com a quarta colocação na bateria e sétima no evento.


Final
Com a maré mais cheia a onda ficou com menos força e abrindo um pouco mais. E a final da sétima etapa do ANS Pro Tour começa quente. O Pequeno Grande Michel Roque abriu a bateria com uma boa onda que lhe rendeu nota 7, logo em seguida Bino Lopes que tenta a primeira vitória no Tour Nordestino consegue 6.83 em sua primeira. Em sua segunda melhor onda Roque crava 6 pontos para assumir a liderança da bateria. Até que Bino consegue achar mais uma boa vala para tomar a primeira colocação de Michel. O cearense que ficou em segundo buscando 5.63, encontra uma esquerda abrindo faz 5.80 e assume novamente a liderança.

E a disputas continuaram acirradas entre os quatro excelentes surfistas na água. Bino Lopes como um bom guerreiro nordestino que não desiste nunca, em sua oitava e última onda mandou excelentes manobras que lhe renderam 8.33 para carimbar sua primeira vitória no ANS Pro Tour, embolsar 6 mil reais de premiação, marcar 1500 pontos no ranking regional e 500 no Brasil Tour. O baiano que chegou à Stella na décima - primeira posição do ranking, agora ocupa a sexta.

“Agradeço ao Geraldinho por promover o maior circuito Regional do País. Estou amarradão com essa vitória, a minha primeira no Tour, foi uma bateria difícil, com grandes atletas. É muito bom vencer, ainda mais em casa, moro a dez minutos daqui. Agradeço ao meu pai, que está sempre do meu lado, vida de surfista não é fácil, agente batalha muito”, diz o campeão da etapa.

Michel Roque, repetindo o feito de 2008 foi vice-campeão. O atleta engordou sua conta bancária em 3 mil reais, somou 1290 pontos no ranking da ANS e 430 no Brasil Tour.

“A bateria foi muito disputada, mas estou feliz com o resultado. O Bino está de parabéns, vem surfando muito e mereceu ganhar. Agradeço a Deus por estar aqui no pódio mais uma vez”, diz Roque.

Já o formosense Alan Jones, destaque do primeiro dia o evento, ficou com a terceira colocação na etapa e re-assume a liderança do circuito com 7805 pontos contra 7410 de Halley Batista, barrado nas quartas.

O Gigante Rudá Carvalho obteve 11.90 em sua somatória final e ficou com a quarta colocação na etapa e quarta no ranking. O Ilheense embolsa 1500 reais, soma 1005 pontos no ranking regional e 335 no Brasil Tour.

Adalvo Argolo, Presidente da Federação Baiana de Surf, não esconde sua felicidade com a vitória de um atleta da casa e parabeniza o excelente trabalho de Geraldo Cavalcanti, que mesmo em tempos de crise promove 10 etapas do ANS Pro Tour. “Contamos com todos vocês na oitava etapa em Ilhéus”, ressalta Argolo.

Geraldo Cavalcanti mais uma vez agradece o trabalho de toda a equipe da ANS que vem se fortalecendo cada vez mais, e lembra aos atletas que a comissão técnica do Tour Nordestino é composta pelo melhores profissionais da área. “Obrigado a todos que apóiam e prestigiam o Circuito Nordestino de Surf Profissional”, diz Geraldinho.

A sétima etapa do Circuito Nordestino de Surf Profissional tem o Patrocínio da Smolder, a Marca mais Surf do Brasil. É apresentada pela Vivo e Nokia e conta com o apoio da Secretaria de Esportes do Estado da Bahia.


Resultados da Etapa
1 - Bino Lopes (BA) – 15.16
2 – Michel Roque (CE) – 13.00
3 - Alan Jones (RN) – 12.60
4 – Rudá Carvalho (BA) – 11.90


Ranking após 8º Etapa
1 – Alan Jones (RN) – 7805 pts
2 – Halley Batista (PE) – 7410 pts
3 – César Aguiar (PE) – 7038 pts
4 – Rudá Carvalho (BA) – 6735 pts
5 – Thiago de Sousa (CE) – 6303 pts
6 – Bino Lopes (BA) – 5720 pts
7 – Alan Donato (PE) – 5585 pts
8 – Michel Roque (CE) – 5491 pts
9 – Itim Silva (CE) – 5208 pts
10 – Messias Félix (CE) – 5180 pts
 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS