Outras Notícias

Veja os Comentários


26/01/2010-16:00:26
WQS - Paracuru
 

Festa cearense de Heitor Alves

Uma decisão emocionante na praia Ronco do Mar lotada fechou o Maresia Surf International com vitória cearense de Heitor Alves sobre o catarinense Alejo Muniz. O título foi definido por centésimos de diferença no placar encerrado em 16,07 x 16,00 pontos. Heitor Alves, 26 anos, faturou os 20.000 dólares e 3.000 pontos no ASP One Ranking somando notas 8,40 e 7,67, contra 8,17 e 7,83 de Alejo Muniz, 19 anos, que levou 10.000 dólares e 2.250 pontos. Os dois derrotaram nas semifinais o potiguar Alan Jones, 20, e o havaiano Sebastien Zietz, 21, que ficaram empatados em terceiro lugar com 1.688 pontos e 5.000 dólares. Nesta terça-feira, começa outra etapa do WQS em Fernando de Noronha (PE).

“Não dá nem pra acreditar. Vencer em casa com essa galera que lotou a praia e torceu por mim, com minha família toda aqui, é indescritível, não sei nem o que falar”, disse Heitor Alves, logo depois de ser carregado pela imensa torcida que lotou o Ronco do Mar no domingo. “Estou realizado e este foi o meu primeiro passo pra voltar à elite. Fiquei 2 anos nela e senti que lá é o meu lugar. O primeiro ano foi de reconhecimento e no ano passado acabei saindo, mas certamente vou voltar pra não sair mais”.

Nas quatro baterias que disputou no último dia, o campeão sempre achou boas ondas para liquidar seus adversários. A primeira vítima foi o carioca Leonardo Neves nas oitavas-de-final, depois passou pelo paulista Hizunomê Bettero e pela grande revelação do Maresia Surf International, o potiguar Alan Jones, nas semifinais. Na grande final, Alejo começou melhor, mas logo Heitor assumiu a ponta com uma nota 7,67. O catarinense deu o troco com uma onda parecida que valeu nota 7,83.

A torcida explodiu quando o cearense achou uma direita da série e aplicou duas manobras muito fortes para arrancar um 8,40 dos juízes. Alejo ficou precisando de 8,25 pontos para vencer e jogou tudo numa outra direita que abriu até a beira e foi destruída por várias manobras. Alguns minutos de suspense em toda a praia e o público vibrou intensamente quando foi anunciada a nota 8,17, com a vitória de Heitor Alves sendo confirmada por 7 centésimos de diferença no resultado de 16,07 x 16,00 pontos.

“Estou feliz porque fazer uma final é sempre muito bom. Eu fiz o que pude na minha última onda e no fundo, para mim, eu achei que tinha virado. Mas, estou feliz assim mesmo porque o Heitor estava bem no campeonato, surfando muito bem em todas as suas baterias e mereceu a vitória”, falou Alejo, que no ano passado foi campeão brasileiro e sul-americano Pro Junior e fechou a temporada conquistando o troféu de revelação da última Tríplice Coroa Havaiana, quase conquistando uma vaga no ASP Tour.

O catarinense despachou os últimos dos 47 estrangeiros inscritos no Maresia Surf International, o americano Nathaniel Curran nas oitavas-de-final e o havaiano Sebastien Zietz na semifinal. Entre estas duas baterias, também passou pelo cearense Thiago de Sousa nas quartas-de-final. Sebastian Zietz, que estreou no Brasil com um excelente terceiro lugar, ficou feliz com sua participação em Paracuru.

“É a primeira vez que venho ao Brasil, então estou feliz com o resultado”, disse Sebastien Zietz, após a derrota para Alejo Muniz na semifinal. “Essa é a minha melhor participação no WQS. Comecei bem o ano e quero ver se consigo entrar no ASP Tour. Até deixei de disputar a etapa que está rolando em casa, em Pipeline (Havaí), nessa semana, porque aqui tem esse 6 estrelas e um PRIME em Fernando de Noronha. Gostei muito daqui de Paracuru, tem boas ondas, garotas bonitas, calor, foi show”.

Já o potiguar Alan Jones foi a grande revelação do Maresia Surf International. “Eu fiz o máximo que podia para chegar na final, mas a maré cheia deixou a onda um pouco gorda e eu arrisquei os aéreos para conseguir a nota da virada contra o Heitor. Cheguei perto, só que os juízes não deram, mas está tudo certo. Vamos com tudo agora pro próximo campeonato em Noronha pra tentar um bom resultado lá também e começar o ano com chave-de-ouro”, falou o atual campeão nordestino, Alan Jones.

O Maresia Surf International Paracuru 2010 foi realizado pela Maresia em conjunto com Classic Promoções, Federação Cearense de Surf (FCS) e TOP 16 Promoções. Os co-patrocinadores foram o Governo do Estado do Ceará - Secretaria do Esporte, e a Prefeitura de Paracuru - Secretaria Municipal de Turismo, Cultura e Meio Ambiente. Os divulgadores são rádio Fortal 91,3 FM, revistas Fluir, Beach Show, Wave Wind e portais Waves, Cearasurf e EmfocoSurf, com a transmissão ao vivo pela internet sendo acessada no site oficial da ASP South America – www.aspsouthamerica.com.br

Apoiaram o evento a ASPA - Associação de Surf de Paracuru, Planeta Surf Board Shop, Jamaica Surf Shop, Sumatra Surf Co., Tent Beach, Tchuk Jhones Surf Street, Overboard, Mabuya, Paranoid, Surf Trip, Ecológica, Bali, New Look Surfwear, Bahamas Surf Shop, Ocean Drive Surfshop, Surfbeat Surf Shop, Desert Point, Oceanos BoardShop, Hawaii Surf Wear, Big Surf, Drop Line Sport Radicais, Litoral 655, Pipeline, 200 Milhas, Point Radical Surf Street, Aldeia dos Ventos e Reggae Club.

FINAL DO MARESIA SURF INTERNATIONAL:
Campeão: Heitor Alves (BRA) com 16,07 pontos (notas 8,40 e 7,67) - US$ 20.000 e 3.000 pontos
Vice-campeão: Alejo Muniz (BRA) com 16,00 (notas 8,17 e 7,83) - US$ 10.000 e 2.250 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar – US$ 5.000 e 1.688 pontos:
1.a: Heitor Alves (BRA) 12.83 x 12.77 Alan Jones (BRA)
2.a: Alejo Muniz (BRA) 12.84 x 8.83 Sebastien Zietz (HAV)

QUARTAS-DE-FINAL – 5.o lugar – US$ 2.950 e 1.266 pontos:
1.a: Heitor Alves (BRA) 15.17 x 4.67 Hizunomê Bettero (BRA)
2.a: Alan Jones (BRA) 12.07 x 11.77 Pedro Henrique (BRA)
3.a: Alejo Muniz (BRA) 15.66 x 9.37 Thiago de Sousa (BRA)
4.a: Sebastien Zietz (HAV) 11.00 x 10.87 John Max (BRA)

OITAVAS-DE-FINAL – 9.o lugar – US$ 2.300 e 949 pontos:
1.a: Hizunomê Bettero (BRA) 10.23 x 9.33 Brian Toth (PRI)
2.a: Heitor Alves (BRA) 16.67 x 13.60 Leonardo Neves (BRA)
3.a: Pedro Henrique (BRA) 11.60 x 3.20 Royden Bryson (AFR)
4.a: Alan Jones (BRA) 12.34 x 12.23 Yadin Nicol (AUS)
5.a: Alejo Muniz (BRA) 13.50 x 11.60 Nathaniel Curran (EUA)
6.a: Thiago de Sousa (BRA) 12.23 x 5.83 Raoni Monteiro (BRA)
7.a: John Max (BRA) 14.60 x 14.16 Willian Cardoso (BRA)
8.a: Sebastien Zietz (HAV) 13.87 x 8.00 Rudá Carvalho (BRA)

ASP ONE RANKING 2010 – 2 etapas:
01: Heitor Alves (BRA) – 3.000 pontos
02: Alejo Muniz (BRA) – 2.250
03: Sebastien Zietz (HAV) – 1.688
03: Alan Jones (BRA) – 1.688
05: Hizunomê Bettero (BRA) – 1.266
05: Pedro Henrique (BRA) – 1.266
05: Thiago de Sousa (BRA) – 1.266
05: John Max (BRA) – 1.266
09: Nathaniel Curran (EUA) – 949
09: Royden Bryson (AFR) – 949
09: Willian Cardoso (BRA) – 949
09: Yadin Nicol (AUS) – 949
09: Leonardo Neves (BRA) – 949
09: Raoni Monteiro (BRA) – 949
09: Brian Toth (PRI) – 949
09: Rudá Carvalho (BRA) - 949

----------------------------------------------------------------------------
João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ASP South America
Fotos: Daniel Smorigo
 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS