Outras Notícias

Veja os Comentários


14/03/2010-18:57:45
Seletiva 2010
 

Por João Carvalho
Foto: Fábio Minduim / Maxsports.

O potiguar Alan Johnes foi o grande campeão da etapa de abertura da Seletiva Petrobras de Surfe Masculino em Imbituba, no litoral Sul de Santa Catarina.



Na semifinal ele bateu os recordes do campeonato e na decisão do título não deu chances ao catarinense Tomas Hermes, que passa a liderar o ranking da Divisão de Acesso do Circuito Brasileiro com o vice-campeonato na praia do Rosa.



A vitória do surfista de Baía Formosa (RN) valeu R$ 10 mil e os primeiros 2.000 pontos do ano da competição mais importante na disputa por vagas na elite nacional do Brasil Surf Pro.



Os dois deixaram os cariocas Pedro Henrique e Simão Romão em terceiro lugar nas semifinais. “O campeonato foi show! Deu ondas desde segunda feira, depois o mar deu uma baixada,


as condições ficaram mais difíceis, mas a galera toda batalhou muito, surfaram muito e eu tive sorte de ter vencido o campeonato aqui na praia do Rosa”, vibrou Alan Johnes.



“Estou amarradão e agora é só comemorar, voltar pra minha cidade felizão com essa vitória. A Petrobras e toda a organização estão de parabéns, sempre incentivando o surfe, a expectativa é melhorar sempre e tenho de agradecer a todos. Agora vamos com tudo pra etapa do Nordestino lá em Maracaípe (PE)”.

Com aéreos espetaculares e uma boa variação de manobras, jogando a rabeta, invertendo a direção da prancha, executadas com velocidade nas seções mais críticas das ondas, Alan Johnes foi o dono do espetáculo no último dia da Seletiva Petrobras de Surfe Masculino na praia do Rosa.



Na semifinal contra o carioca Pedro Henrique, o atual campeão nordestino arrancou a maior nota (9,60) da semana em Imbituba e também estabeleceu um novo recorde de placar, 16,23 pontos.

Na grande final, Alan Johnes já largou na frente com uma nota 5,83. Na terceira onda ganhou um 7,17 e garantiu a vitória com um aéreo reverse perfeito seguido por duas fortes manobras que lhe renderam uma nota 8,23.



Tomas Hermes tentou de tudo para reverter o resultado, inclusive um aéreo Superman que poucos no mundo conseguem acertar, porém não completou a manobra e o placar da vitória potiguar de Alan Jones foi mesmo confirmado em 15,40 a 12,13 pontos.

“Estou muito feliz com minha campanha nesse evento. Na final, não consegui repetir o que vinha fazendo nas outras baterias, mas assumi a liderança do ranking e isso é importante”, falou Tomas Hermes.



“Vou tentar trazer esse título brasileiro pra Santa Catarina e parabéns para todos da organização e todos os atletas pelo evento, que foi show. Aqui é sempre muito maneiro, o astral é demais, o público é muito atencioso e esse lugar é maravilhoso, muita natureza, nota 10”.

O próprio Alan Johnes já havia derrubado o ex-líder e também catarinense Jean da Silva nas quartas-de-final. Depois, Tomas Hermes derrotou o carioca Simão Romão nas semifinais para assumir a ponta.



Já o potiguar Alan Jones saltou do 97.o para o terceiro lugar na classificação geral com os 2.000 pontos da Seletiva Petrobras de Surfe Masculino.

Os cariocas Pedro Henrique e Simão Romão dividiram o terceiro lugar no pódio em Imbituba. Essa foi a primeira participação de Simão no Circuito Brasileiro de 2010 e ele já aparece em 22.o no ranking com os 1.460 pontos recebidos, enquanto Pedrinho pulou da 107.a para a sétima posição. “O Tomas (Hermes) quebrou o campeonato inteiro e mereceu ir pra final”, enalteceu Simão Romão.




“Ele está com uma prancha boa e acho que se eu passasse essa bateria ia ser o campeão, mas tudo bem. Eu nem ia vir pra esse campeonato, porque estou sem patrocínio. Só que a Freesurf me deu a passagem e eu vim, então quero agradecer ao Glauber da Freesurf pela confiança em mim e estou feliz por ter retribuído chegando no pódio na primeira etapa que participo”, falou Simão.

Pedro Henrique também classificou o terceiro lugar na primeira Seletiva Petrobras de 2010 como um bom resultado: “O Alan (Johnes) pegou ondas melhores do que as minhas na bateria, mas foi bom o terceiro lugar também pra mim. Estou começando um trabalho novo de patrocínio com a HD, quase cheguei ao pódio do WQS em Paracuru (CE), agora fiz um pódio aqui, então estou bem neste início de ano, mostrando serviço pra nova marca”.

Lista dos 10 Os quatro melhores surfistas da Seletiva Petrobras de Surfe Masculino já são integrantes da elite nacional e não brigam pelas 10 vagas para a etapa de abertura do Brasil Surf Pro, a nova Divisão Principal do Circuito Brasileiro que estréia em 7 a 11 de abril em Ubatuba (SP). Aliás, os sete primeiros colocados no ranking da Divisão de Acesso fazem parte deste grupo.

No entanto, quatro surfistas entraram na zona de classificação para o primeiro Brasil Surf Pro da história durante a Seletiva Petrobras de Surfe Masculino em Imbituba: Patrick Tamberg, de Fernando de Noronha (PE), o paulista Flávio Nakagima, o cearense Dunga Neto e o niteroiense Guilherme Herdy. A lista dos dez será definida no próximo fim de semana na terceira etapa do Circuito Gaúcho de 1.000 pontos em Torres, na divisa com o estado de Santa Catarina.

Na praia do Rosa, os seis que se mantiveram no grupo foram Caio Ibelli (SP), Anselmo Correia (RJ), Gilmar Silva (SP), Saulo Junior (SP), Pedro Norberto (SC) e Dennis Tihara (BA), que caiu para o 28.o lugar no ranking e fecha a relação porque dezoito atletas que estão à sua frente já fazem parte dos 46 classificados para a elite do Brasil Surf Pro no ano passado.

Resultado da Seletiva Petrobras na praia do Rosa
1 Alan Johnes (RN)
2 Tomas Hermes (SC)
3 Pedro Henrique (RJ)
3 Simão Romão (RJ)
5 Bruno Galini (BA)
5 Krystian Kymmerson (ES)
5 Jean da Silva (SC)
5 Patrick Tamberg (FN)
9 Rodrigo Dornelles (RS)
9 Dunga Neto (CE)
9 Hizunomê Bettero (SP)
9 Edvan Silva (CE)


Ranking do Brasil Tour depois de 7 etapas
1 Tomas Hermes (SC) – 2.805 pontos
2 Jean da Silva (SC) – 2.670
3 Alan Johnes (RN) – 2.320
4 Odirlei Coutinho (SP) – 1.970
5 Márcio Farney (CE) – 1.861
6 Bernardo Lopes (BA) – 1.818
7 Pedro Henrique (RJ) – 1.774
8 Caio Ibelli (SP) – 1.765 – 1o da lista dos 10
9 Anselmo Correia (RJ) – 1.745 – 2o da lista dos 10
10 Gilmar Silva (SP) – 1.720 – 3o da lista dos 10
11 Halley Batista (PE) – 1.695
12 Rodrigo Dornelles (RS) – 1.683
13 Patrick Tamberg (FN) – 1.670 – 4o da lista dos 10
14 Hizunomê Bettero (SP) – 1.598
15 Alandreson Martins (BA) – 1.578
16 Flávio Nakagima (SP) – 1.568 – 5o da lista dos 10
17 Leandro Bastos (RJ) – 1.540
17 Bruno Galini (BA) – 1.540
17 Saulo Junior (SP) – 1.540 – 6o da lista dos 10
20 Dunga Neto (CE) – 1.498 – 7o da lista dos 10
21 Raphael Becker (SC) – 1.480
22 Simão Romão (RJ) – 1.460
22 Guilherme Herdy (RJ) – 1.460 – 8o da lista dos 10
24 Rudá Carvalho (BA) – 1.455
25 Danilo Costa (RN) – 1.428
26 Ricardo Ferreira (SP) – 1.420
27 Pedro Norberto (SC) – 1.400 – 9o da lista dos 10
28 Dennis Tihara (BA) – 1.380 – 10o da lista dos 10
29 Flávio Costa (BA) – 1.363
30 Edvan Silva (CE) – 1.360 – top 46
 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS