Outras Notícias

Veja os Comentários


04/06/2010-19:05:52
NE PRO #2
 

Fonte: CearaSurf.com.br

Maresia Surf Pro Nordeste

Molusco Brilha com o Sol em Aracaju

Sol e vento terral abrilhantaram o domingo decisivo do Maresia Surf Pro Nordeste.

Depois de dois dias de chuva e vento forte, o sol e o vento terral chegaram e César Aguiar, Gutembergue Silva, Patrick Tambergue e Jhon Max protagonizaram uma final com viradas emocionantes em ondas sergipanas no Maresia Surf Pro Nordeste 2010.

Jhon Max, potiguar local da Praia de Ponta Negra, abriu bem a disputa com uma onda aonde mandou uma sequencia de manobras fortes que lhe renderam 6.17 e seguiu aumentando a vantagem. Até que um dos integrantes do quarteto fantástico de Maracaípe, César Aguiar, o Molusco, pegou uma direita bastante extensa aplicando pancadas fortes de backside para arrancar 6.87 dos juízes, virar em cima de Jhon e garantir sua primeira vitória no circuito nordestino de surf profissional. Já Gutembergue Silva, nos minutos finais, mandou muito bem, com manobras expressivas jogando bastante água fez 7.83 pulou da quarta para a segunda colocação e tomou a vice liderança de Jhon. O Noronhense Patrick Tambergue foi o quarto na disputa e, com este resultado somado ao 13° alcançado na etapa inaugural em casa, assumiu o terceiro lugar no ranking.

O campeão César Aguiar, que este ano de 2010 estreou na elite surf nacional, aumentou em 8 mil reais sua conta bancária, somou 2000 pontos no ranking regional, 1000 pontos para o Brasil Tour e subiu da 33° para a vice liderança do ranking do ANS Pro Tour.

“Estou muito feliz por ter encontrado uma valinha boa e ter conseguido este resultado, amarradão por surfar estas ondas aqui da Praia do Meio. Estou aí na guerra sem apoio e com esse prêmio vou participar de outros campeonatos até conseguir um patrocínio”, falou muito contente o pernambucano César Aguiar.

O vice campeão da etapa Gutembergue Silva, atleta ainda amador, que vem de vitória na Bahia na primeira etapa do circuito brasileiro, recebeu o prêmio de 5 mil reais, somou 1720 e conquistou a 4° posição no ranking da ANS.

“Tem muita gente boa competindo e estou muito feliz com meu resultado. Agradeço a Deus por isso”, disse Gutembergue.


Jhon Max, atleta que também estreou na elite nacional em 2010, com a conquista da terceira colocação no Maresia Surf Pro Nordeste embolsou 3600 reais, somou 1460pts (ANS) 730pts (Brasil Tour) e agora é nono no Tour Nordestino.


Fortes candidatos eliminados

Em uma bateria de poucas ondas, nas oitavas de final, o defensor do título da etapa Rudá Carvalho (BA) foi barrado por seu conterrâneo Bruno Galini que não se encontrou nas quartas e foi quarto colocado na disputa contra José Junior (3°). Alan Jhones (2°) e Ulisses Meira (1°). O paulista Flávio Nakagima que havia vencido Rudá e Galini nas oitavas não foi páreo para Patrick Tambergue e Gutembergue Silva na quarta fase da competição e terminou com a 9° colocação na etapa e 12° no ranking.

“É isso aí, bateria é bateria, o mar estava difícil, não consegui encontrar as boas e caí em uma que podia me render a virada. Cometi alguns erros e infelizmente perdi a bateria”, lamentou Rudá que na etapa inaugural do Tour foi 7°, em Aracaju ficou a 17° colocação e agora ocupa a 6° posição no ranking.

Thiago de Sousa (CE), que vinha avançando com tranqüilidade na competição, foi derrotado nas quartas de final por César Aguiar, o pernambucano aplicou manobras expressivas em sua sétima e última onda para arrancar 6.17 dos árbitros e tomar a segunda vaga que estava na mão do cearense. De Sousa tentou revanche até os minutos finais, mas não conseguiu obter o escore necessário para se classificar e termina com a 3° colocação na bateria, 9° na etapa e agora é 16° no Tour.

Bruno Marujinho, melhor sergipano no Maresia Surf Pro Nordeste encerrou sua apresentação nas quartas de final. O atleta que venceu com folga a bateria na terceira fase do evento, não conseguiu repetir o feito nas quartas, errou na finalização das manobras e não conseguiu chegar à final em casa para frustração da grande torcida local.

O bicampeão do Tour (2005 e 2008) Edvan Silva que ditou o ritmo do primeiro embate das quartas, somando 8.83, melhor nota da competição, e 6.93, não obteve o mesmo desempenho na fase semifinal. Edvan não encontrou boas ondas e foi quarto colocado. Outra surpresa nesta fase foi a derrota do líder do ranking Bernardo Lopes. Bino que nas quartas não começou bem, mas no decorrer na da disputa conseguiu se posicionar e encontrar boas direitas para vencer Jhon Max, teve a classificação tomada pelo mesmo Jhon que na última onda da semi mandou uma manobra precisa e cravou 5.30 para pular para a primeira colocação, deixando César Aguiar em segundo e o baiano fora da final. Mesmo com a derrota Bino Lopes permanece no topo ranking com 3220pts contra 2640pts de César Aguiar.

“Eu estava muito instigado para fazer essa final, estava encaixado, mas infelizmente não deu. O Jhon Max virou na última onda, mérito dele, surfou bem. Assim como na primeira etapa, aonde conquistei a vitória, o mar aqui também está desafiador, não pelo tamanho como em Noronha, mas pela corrente muito forte. Mas é isso, vamos partir para as próximas etapas. Estou feliz por ter me mantido na primeira colocação do ranking, estou bastante focado e treinando forte”, comentou Bernardo Lopes.

O campeão de 2009, Alan Jhones, sempre favorito por seu surf com manobras inovadoras e progressivas, não encontrou as boas da Praia do Meio na fase semifinal e assim como o paraibano Ulisses Meira não conseguiu vaga para o último duelo da competição. O atual campeão do Tour sai de Aracaju com a 7° colocação no evento e 10° no ranking regional.

Associação Nordestina de Surf

O Circuito Nordestino de Surf Profissional chega ao 6° ano como o maior circuito regional do mundo. Este resultado é fruto de um trabalho sério realizado pela ANS.

“Agradecemos a todos aqui de Aracaju que nos receberam muito bem. A todos que participaram do campeonato e aos atletas. Gostaria de parabenizar a Federação Estadual (Léo Menezes, Saulo Maraes e Rogério), graças a eles o circuito nordestino está aqui. Ao Governo do Estado, ao secretario Mauricio Pimentel e Junior Nunes seu assessor que nos deu muita força”, declarou Geraldo Cavalcanti, presidente da ANS.


O Maresia Surf Pro Nordeste apresentado pela Litoral 655 tem o patrocínio da surf wear cearense Maresia, da Secretaria de Esporte Lazer e Prefeitura de Aracajú. Realização da Associação Nordestina de Surf - ANS. Apoio Federação Sergipana de Surf – FSS, Welcon Treinamento e Consultoria, restaurante Leccapiatte, Rádio Aperipê, Pranchas WL, Black Box e Z Tech. Cobertura oficial dos canais de televisão ESPN e Woohoo, sites ondulacao, cearasurf, surfbahia, surfpe e surfguru e revista Beach Show.


Resultados
1° César Aguiar (PE) 12.20
2° Gutemberg Silva (CE) 11.46
3° John Max (RN) 11.30
4° Patrick Tamberg (FN) 9.00

Melhores Notas
1º - Edvan Silva 8.83
2º – Bernardo Lopes 8.50

Melhores Médias
1º – Edvan Silva 15.76
2º – Bernardo Lopes 14.00

Ranking
1º Bino Lopes (BA)
2º César Aguiar (PE)
3º Patrick Tamberg (FN)
4º Gutemberg Silva (CE)
5º Messias Félix
6º Rudá Carvalho
7º Edvan Silva
7º Halley Batista
9º John Max
10º Alan Jhones
11º Jean da Silva
12º Flávio Nakagima
13º Alan Donato
14º Charlie Brown
14º Bruno Galini
16º Thiago de Sousa


 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS