Outras Notícias

Veja os Comentários


31/08/2010-09:29:01
ISA Master
 

Texto: Chico Padilha
impresa@cbsurf.com.br

ISA World Masters Surfing Championship
Brasil sem baixas na primeira fase no Panamá ISA World Masters Surfing Championship

Andréa Lopes fechou à estréia do octeto do Brasil com vitória em Santa Catalina, Panamá, mas Vitor Ribas na segunda fase Masters foi a repescagem


Depois de estrear, no domingo, com duplas Masters e Grand Masters avançando, nesta segunda-feira o Brasil conseguiu inverter as colocações do dia inaugural com segundo lugar de Alexandre Morse, e a seguir vitórias de outro Kahuna, Sergio Penna, de Roberto Andrade na Big Kahuna e de Andréa Lopes, na Feminina Masters.

Na masters no entanto, já pela segunda fase, Vitor Ribas foi à repescagem, ao ficar na última tentativa há apenas 15 centésimos dos 5,75 que lhe manteriam na chave principal.

No dia inaugural, os Master Carlos Santos e Vitor Ribas avançaram com segunda colocação, a mesma de Júnior Maciel na Grand Masters enquanto Fábio Gouveia garantia primeiro lugar.

O sistema de encaixe colocou nas baterias dos três brasileiros da Kahuna e da Big Kahuna e os hermanos argentinos, e mais uma vez a supremacia foi brasileira, pois mesmo na bateria em que Alexandre Morse avançou em segundo lugar, o representante platino amargou terceira posição e vai à repescagem.

Na Feminino Masters, quem coadjuvou à brasileira Andrea Lopes foi a peruana

Rocio Larranaga enquanto a costarriquenha Marta Castro e a panamenha Sonia Garcia vão a repescagem dividindo mesmo terceiro lugar na abertura em ondas de até dez pés em Santa Catalina, onde só a sulafricana com carimbo de elite mundial Heather Clark, ultrapassou a pontuação de dois dígitos da também vencedora Andréa.
?Altas ondas aqui no Panamá !? exultou o mestre Gouveia na segunda-feira de folga sua, nesta que é apenas sua terceira ida à América Central, contabilizadas à viagem esse ano com Binho Nunes à El salvador e Nicaragua, e a ida em 1988 à Porto Rico para competir no então ISA World Title quando então foi campeão mundial sem limite de idade (Open), agora buscando, a exemplo de Júnior Maciel, o título entre os acima de quarenta anos, hoje do peruano Magoo de La Rosa.

A categoria Open que Fábio Gouveia venceu há vinte e dois anos será, a exemplo da Open Feminina e do Longboard disputada no Billabong ISA World Surfing Games, entre 21 e 29 de outubro, em Punta Hermosa, Lima, Peru, e a Confederação Brasileira de Surf (CBS) prepara uma seleção para também trazer o título mundial que na versão veteranos, os brasileiros estão mostrando competência para conquistar nas altas ondas do Panamá.
Assista em http://www.panamaisaworldmasters.com/live.php
 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS