Outras Notícias

Veja os Comentários


01/04/2011-14:19:26
CBS
 

Texto: Chico Padilha

BILLABONG BRASILEIRO DE SURF COMEÇA NO CEARÁ DIA 08
 

Um Brasil inteiro nas ondas, essa é a melhor definição para o Billabong Brasileiro de Surf, circuito de quatro etapas da Confederação Brasileira de Surf (CBS) do qual participam todos os estados federados representados em seis categorias, Iniciante (Sub-14), Mirim (Sub-16), Júnior (Sub-18) masculina e Feminina mais a Open, de mesma sub divisões Masculina e Feminina, das quais participam surfistas muitas vezes nascidos onde não há litoral.

Um bom exemplo, é Michel Rodrigues, surfista júnior (Sub-18) na seleção cearense que entre 08 e 10 de Abril compete na abertura do Billabong Brasileiro de Surf CBS em casa, na Praia do Futuro, Fortaleza, capital cearense.

Michel, a exemplo da representante capixaba Paula Gaby, nasceu em Brasília, capital do país, mas há muito é surfista do estado do Ceará e uma das suas esperanças em ver repetido ao título Sub-18 brasileiro que possuem Lucinho Lima e Fábio Silva, cearense que em 2000 sagrou-se no Brasil campeão mundial Open da International Surfing Association (ISA).

O hoje chamado ISA World Surfing Games, se realizava apenas de dois em dois anos e tinha a divisão abaixo de dezoito anos agregada, o que mudou em 2003 quando na África do Sul aconteceu à edição número do ISA World Júnior Surfing Championship, cuja próxima edição será ao final de maio no Peru e metade dos doze atletas da seleção verde-amarela da mais nova geração será conhecida ao longo ou ao final da abertura do Billabong Brasileiro de Surf em Fortaleza.

Conforme divulgado na temporada passada, quem chega com vantagem a duas vagas em cada quarteto são os que terminaram bem posicionados na Júnior Masculina e Feminina, e na Mirim do Billabong Brasileiro pois trazem até 1000 pontos, este correspondente ao primeiro lugar geral que ano passado foi do paulista Filipe Toledo, na Júnior Masculina, da capixaba Bárbara Segatto, na Júnior Feminina, e do paulista Deivid Silva, na Mirim, sendo que os dois foram vice um do outro, o que facilita ambos se classificarem nas duas categorias, mas os faria descartar uma delas na seleção Júnior e Mirim que será todo o Brasil em Lima, Peru.

O Billabong Brasileiro de Surf no Ceará também é classificatório ao ISA Games 2011 no Panamá em Junho, ao somar, na Open Masculina e Feminina, exclusivamente os pontos das duas primeiras das quatro etapas para definir parte do Brasil nas disputas Open, as quais não tem limite de idade e nas ondas panamenhas terá reforço de surfistas profissionais, a exemplo do ano passado quando à cearense campeã brasileira Estefany Freitas se somou sua conterrânea Silvana Lima, melhor colocada do Brasil na elite mundial.

Na divisão Iniciante, que envolve surfistas abaixo de quatorze anos, os mais novos já mostram bagagem e pontos adquiridos competindo desde muito cedo também em outras categoria da CBS, um exemplo é o vice-campeão Victor Bernardo, que na Mirim tem chances de ir ao Peru, embora menores que os agora Sub-16 Lucas Silveira e Elivelton Santos, de quem Victor foi vice no Billabong Brasileiro de Surf 2010.

Seleções
A disputa entre seleções envolve dois tamanhos possíveis de times mas na prática o formato B é o adotado em geral nos últimos anos.

A opção B tem oito atletas marcando pontos para cada estado, um surfista e uma surfista Open, dois e uma na Juniores, dois na Mirim e um na Iniciantes, respectivamente de limite de idade aberto, abaixo de dezoito, dezesseis e quatorze anos, formato que vem dando sucessivas vitórias a São Paulo desde 2008, quando sucedeu o Rio Grande do Norte, que então abrira à temporada campeã vencendo à primeira de quatro etapas, número que se repete em 2011 com o primeiro anfitrião Ceará querendo não apenas ser o estado dos atuais campeões brasileiros Open Estefany Freitas e Gutembergue Silva, mas também ao título que ainda não possui na sua rica galeria e, a exemplo das demais seleções, vai em busca de largar com vitória.

"O Circuito Brasileiro de Surf é uma das maiores referências em relação à formação de base dos novos talentos do esporte. Considerado a olimpíada nacional do surf, o evento também é responsável por definir o campeão brasileiro em seis categorias, além de formar a seleção brasileira de surf, tornando-se uma plataforma de lançamento para o cenário mundial. A maior prova disso são os atletas que representam o Brasil no WT, pois a maioria passou antes pelo CBS. Sabemos a importância desse circuito e por isso a Billabong acredita e investe no surf brasileiro" afirma José Paulo Ferreira, o Zé Paulo, manager de surf da Billabong Brasil e que esteve no mesmo Ceará pela primeira vez disputando o Brasileiro 1987 e no ano seguinte compôs a vitoriosa equipe que foi o Brasil no Mundial da ISA em Porto Rico.

Hospedagem
A CBS, a frente Adalvo Argolo, e a Federação Cearense de Surf, presidida por Romero Jucah sendo vice Amélio Júnior, confirmaram como as melhores opções de hospedagem para as delegações o Hotel Marbello Ariaú e a Pousada Bellomar Ariaú, que possuem categoria e preços distintos além da qualidade e chancela do Grupo Ariaú, do qual também faz parte exótico hotel em plena floresta amazônica.

O Billabong Brasileiro de Surf, com Nixon, Vonzipper, Dakine e Xcel, é o circuito oficial da Confederação Brasileira de Surf (CBS), em sua etapa inaugural 2011 tendo parceria com a Federação Cearense de Surf (FCS), patrocínio Governo do Estado do Ceará e apoio Prefeitura de Fortaleza, Marbello Ariaú e Bellomar Ariaú, sendo a transmissão pelo site www.cbsurf.org.br [1] .

Temporada 2010 ranking final

Feminino Junior
1 Bárbara Segatto (ES) 2900 pontos
2 Natali Paola (SP) 2529
3 Juliana Meneghel (SP) 2439
4 Jéssica Bianca (PR) 2276

Mirim
1 Deivid Silva (SP) 3000 pts
2 Filipe Toledo(SP) 2276
3 Matheus Faria (RJ) 2212
4 Michael Rodrigues (CE) 2195

Feminino Open
1 Estefany Freitas (CE) 2810 pts
2 Bárbara Segatto (ES) 2556
3 Natali Paola (Alt) 2358
4 Juliana Meneghel (SP) 2159

Junior
1 Filipe Toledo (SP) 2729 pts
2 Deivid Silva (SP) 2366
3 Matheus Navarro(SC) 2538
4 Filipe Braz (RJ) 2043

Iniciante
1 Elivelton Santos (PB) 2900 pts
2 Victor Bernardo (SP) 2610
3 Lucas Silveira (RJ) 2187
4 Alcides Lopes Neto (SC) 2122

Open
1 Gutembergue Silva (CE) 2287 pts
2 Glauciano Rodrigues (CE) 2160
3 Filipe Braz (RJ) 1853
4 Cauê Wood (SC) 1838

Estados *
1 São Paulo 4000 pts
2 Santa Catarina 3146
3 Paraíba 2956
4 Rio de Janeiro 2866
* Não há descarte de pontuação para cada seleção

 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS