Outras Notícias

Veja os Comentários


22/06/2011-13:42:12
Longboard
 

Pena Bahia International Longboard Classic

Picuruta Salazar atropela nova geração



O paulista Picuruta Salazar mostrou toda sua experiência e foi o destaque do primeiro dia de competição do Pena Bahia International Longboard Classic, na paradisíaca e pacata Praia de Itacimirim, em Camaçari no litoral norte da Bahia.



Em ondas de 0,5 a 1,0 metro na série, com boa formação e vento moderado de leste, foram disputadas as baterias das fases 1 e 2 da prova que é válida como primeira etapa do circuito brasileiro de longboard 2011. Belas apresentações dos melhores longboaders do país marcaram a abertura do evento.



O pernambucano Halley Batista, integrante da elite do surf brasileiro, abriu as disputas com vitória na bateria inaugural do Pena Bahia Longboard Classic. O “Cometa” como é conhecido sagrou-se campeão na etapa de Pernambuco em 2010 e chegou abusando do estilo para tentar conquistar mais um título, agora em Itacimirim. Na fase dos 32 Halley eliminou o local de Saquarema e campeão nacional em 2008 Jeremias Silva com um placar 15,34 contra 11,10.



“Estou muito feliz porque consegui vencer esta bateria que foi difícil. Estou surfando com a prancha da minha irmã, mas tive sorte de pegar boas ondas e fazer a segunda maior somatória do evento até agora. Deus me deu o dom de surfar e desde criança pego onda de pranchão, agora é avançar uma fase de cada vez, se Deus quiser chegar a final e quem sabe vencer a prova”, disse Halley que neste sábado vai encarar o paulista Adriano Lima.



Picuruta Salazar que além de competidor também é vice-presidente da Associação Brasileira de Longboard – ABL, caiu na água no round 2, onde entram os 16 melhores, contra o baiano RV e não deu nenhuma chance para o adversário. O 10 vezes campeão brasileiro apresentou muita classe em seu pranchão e abriu o duelo cravando um 8,50, em uma direita aonde ele mandou várias batidas fortes de frontside e manobras clássicas de “hang five”. Picuruta fez duas ondas fracas, no meio da bateria aplicou duas pancadas fortes de backside, finalizando com o clássico e arrancou mais uma nota no critério excelente para registrar a maior somatória desta sexta-feira 16,50.



“Tenho quase cinquenta anos e competir com essa molecada é muito legal, vencer é melhor ainda. Tenho mais experiência, mas com certeza o fator sorte é muito importante não adianta saber surfar e chegar lá dentro e não encontrar as ondas. Estou muito contente por estar participando deste evento como atleta e também como vice-presidente da ABL”, comentou Picuruta.



No seu próximo confronto o paulista vai enfrentar Marcelo Freitas (RJ) que também é shaper, e com boas atuações venceu sua bateria da primeira fase e na segunda derrotou o campeão sul-americano em 2010 o carioca Rodrigo Sphaier. Rodrigo abriu melhor com uma nota 6,33, mas seu conterrâneo veio logo atrás e com muita categoria e bem a vontade no seu long nas ondas de Itacimirim fez 7,5 e 7,33 carimbando seu passaporte para as oitavas-de-final.



Phill Rajzman (RJ) surfou no critério e desbancou com tranqüilidade o pernambucano Reginaldo Nascimento que venceu a sexta bateria do round 1, mas não teve a mesma sorte contra o campeão mundial. Phill ditou o ritmo do embate e somou 12,94 para garantir lycra na fase seguinte.



“Estou muito feliz por estar mais uma vez no Nordeste. Quero agradecer e parabenizar ao Geraldo Cavalcanti que sempre realiza eventos grandiosos. Este é, sem dúvidas, um marco na história do Longboard Brasileiro e um grande incentivo para a nova geração quem vem com tudo”, declarou Phill.



Alex Salazar filho do ícone Picuruta traz na bagagem toda a técnica do seu pai, ele surfou com habilidade e agradou os juízes, que estão valorizando bastante as manobras mais modernas aliadas aquelas que são as raízes do longboard, fazendo um mix entre o estilo clássico e o radical. Alex que tem pela frente Jefson Silva mandou mais cedo para casa Anderson Silva (RJ).



Uma das disputas mais acirradas foi a batalha entre dois atletas da novíssima geração do longboard. O paulista Jefson Silva defensor do título em Itacimirim e o capixaba Felipe Lacerda que está se profissionalizando este ano, mas mostrou que ainda vai dar muito trabalho para seus oponentes. Jefson abriu melhor com 8,17 e um 7,0 logo na seqüência, não deixou barato e conseguiu dos juízes notas 7,03 e 7,70, mas não teve mais tempo de virar ao seu favor e ficou fora da competição.



“Minha bateria demorou muito, estava ansioso para competir (risos). Cheguei com sede de vitória, quero muito vencer aqui em Itacimirim novamente, estou sem patrocínio e sei o quanto é importante ganhar este evento”, falou Jefson.



No último combate do dia o mar resolveu não colaborar e um flat de quase 10 minutos deixou os atletas nervosos. Mas quando já achavam que a bateria seria reiniciada sobe uma direita para o carioca André Luís Deca que com manobras de muita precisão descola um 7,83, ele ainda achou mais uma e somou um 6,0 para definir o duelo contra o baiano Tácio Rocha que somou apenas duas notas baixas.



“O meu objetivo é conquistar o bicampeonato brasileiro, mas sei que não é fácil. Minha bateria aconteceu em condições difíceis, na hora da chuva, mas consegui pegar duas ondas boas para avançar a fase, estou surfando com um equipamento muito bom e isso ajuda bastante”, disse o atual campeão brasileiro.



Os atletas paulistas Adriano Lima, Carlos Bahia, Jonas Limas, Rodnei Costa, Wenderson Biludo, Danilo Rodrigo, Amaro Matos, o carioca Roger Barros e o pernambucano representante da marca Pena Rafael Cavalcanti também estão com seus nomes garantidos nas oitavas-de-final.



Neste sábado segundo dia do Pena Bahia International Longboard Classic a competição terá início às 8:30hs com a primeira fase Master.

Assista o evento ao vivo através do site www.pena.com.br.

O Pena Bahia International Longboard Classic tem o patrocínio da marca cearense Pena, Prefeitura de Camaçari, Secretaria de Turismo da Bahia, Power Balance, Aleluia, Teccel, divulgação dos canais ESPN e Woohoo, sites Cearasurf, Surfbahia e Waves, revista Fluir e rádio Transamérica FM. Realização Associação Brasileira de Longboard – ABL, Associação Nordestina de Surf – ANS e Federação baiana de surf – Fbsurf.

Baterias da Terceira Fase Profissional
1° Adriano Lima (SP) x Halley Batista (PE)
2° Carlos Bahia (SP) x Jonas Lima (SP)
3° Rodnei Costa (SP) x Wenderson Biludo (SP)
4° Picuruta Salazar (SP) x Marcelo Freitas (RJ)
5° Danilo Rodrigo (SP) x Roger Barros (RJ)
6° Amaro Matos (SP) x Phil Rajzman (RJ)
7° Alex Salazar (SP) x Jefson Silva (SP)
8° Rafael Cavalcanti (PE) x André Luiz (RJ)

Cronograma deste sábado.
8:30hs - Master - Fase 1
10hs - Adulto - Fase 1
10:45hs - Super Master - Semifinal
11:25hs - Feminino PRO - Semifinal
12:05hs - Adulto - Semifinal
12:35hs - Master - Fase 2
13:20hs - Profissional - Fase 3

--
Comunicando Surf – Assessoria de Comunicação / comunicandosurf@gmail.com
Jocildo Andrade – 85 9953-1008
Kelen Tostes – 85 8878-2811
Vanessa Vasconcelos – 85 9997-0417
 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS