Outras Notícias

Veja os Comentários


22/07/2011-14:20:09
CBS
 

Texto: Chico Padilha

Billabong Brasileiro de Surf CBS

Arraial do Cabo a gosto de Brasil


Nos seus vinte e cinco anos de emancipação, a bela Arraial do Cabo(RJ) reúne o futuro do surfe






A segunda e decisiva metade do Billabong Brasileiro de Surf, vai começar dia 05 de Agosto com sua terceira etapa, na Praia Grande do Arraial do Cabo, Rio de Janeiro, abrindo á reta final rumo a definir os campeões da Confederação Brasileira de Surf (CBS) em seis categorias de base: Iniciante (Sub 14), Mirim (Sub 16), Júnior (Sub 18) e Open (Aberta), essas duas com subdivisões Masculinas e Femininas, a exemplo do que acontece nos dois principais Mundiais da International Surfing Association (ISA), o mais recente deles, o ISA World Surfing Games, de excelente segundo lugar do Brasil.
Celeiro de talentos, a Confederação Brasileira de Surf (CBS) realiza com o Billabong Brasileiro de Surf, o mais itinerante dos circuitos nacionais, este ano a ser fechado no Rio Grande do Sul, cujo primeiro atleta a defender o Brasil em Mundial foi Rodrigo Dornelles na edição bienal de 1992 na França.
O senso de equipe, a convivência com outras culturas regionais e a necessidade de “mostrar serviço”, especialmente além dos limites estaduais, são no tour da CBS alguns dos ingredientes que ajudam a moldar os futuros destaques profissionais do surf a exemplo do nosso atual quinteto no World Tour, a Formula 1 do surfe, todos eles tendo vivenciado correr atrás de resultados e de ir com a bandeira do seu estado e, depois, a do Brasil aos pódios.
As duas mais recentes idas ao topo do surf pelo Brasil foram com o título Sub 16 de Filipe Toledo no Mundial Júnior no Peru, e na vitória do Brasil no Aloha Cup Tag Team (Quinteto em revezamento) da mais recente edição do ISA Games, no Panamá, quando o Brasil foi prata por seleção em disputas de prancha e de pranchão, todos da nova geração.
Degrau e descarte
A nova geração com troféus recentes de campeão brasileiro inclui o capixaba Kristian Kymmerson, melhor Open de 2009, hoje da elite profissional nacional e melhor surfista brasileiro até vinte anos e Filipe, serem os mais recentes vencedores em etapas do Petrobras (Brasil Tour).Kristian no encerramento de 2010 e Toledo na abertura deste ano.
Toledo vem de forma voraz alimentando sua fome de títulos, e outros querem seguir seu caminho, um exemplo são os que lutam para lhe tomara coroa Júnior da CBS, a exemplo de Matheus Faria, o integrante da seleção do Rio de Janeiro que ocupa no ranking ao mesmo quarto lugar da largada no Ceará e que em casa vai em busca de descartar o sétimo na etapa dois do Billabong Brasileiro de Surf.
A frente dele na Júnior outros três fortes candidatos: o paraibano Elivelton Santos, que chega em Arraial do Cabo com terceiro lugar produto da regularidade de dois vices e a dez pontos dos 1810 que acumulam na Júnior os dois líderes da temporada, Deivid Silva, de São Paulo, e Michael Rodrigues, do Ceará, que também tem a ponta na Open da CBS, seguido pelo catarinense Diego Micherref, pelo precoce Deivid e por Jussemir Júnior, primeiro que liderou, e do seleto grupo que só depende de si para levar o título aberto.
Na Mirim, as disputas na Praia Grande cabista também ganhou ares de definição de favoritos,
Filipe Toledo tem seu nome no ranking seguido dos 900 pontos de segundo colocado graças a vaga na final a que chegou com uma sensacional virada em cima do conterrâneo Marcos Correa, que a exemplo dele tem chances no ranking que tem nas cinco primeiras posições atletas de cinco estados diferentes, Elivelton, da Paraíba, Lucas Silveira, do Rio de Janeiro, Edgar Groggia, de São Paulo, Rafael Venuto, do Ceará, e Johny Botelho, do Espírito Santo.
Na Iniciantes, uma dupla fez as finais em Fortaleza e Salvador, e nelas obtiveram as mesmas colocações, o paulista líder Igor Morais, foi segundo em ambas, e o atual quarto do ranking, catarinense André Heiden, conquistou duas vezes a mesma posição que tem no ranking Sub 14 do Billabong Brasileiro de Surf, que tem entre eles dois cearenses: David Sobrinho, que desceu a vice líder, e Rafael Venuto, que subiu a terceiro em um grupo no qual a principal ascensão foi de Vitor Bernardo, vice de 2010 que passou de nono a quinto vencendo na baiana Jaguaribe.
Na Open Feminina, a invencibilidade de Gilvanilta Ferreira mostra sua experiência acumulada, que inclui ida na seleção brasileira ao Mundial Júnior em Portugal e o título de seleções no mesmo ano de 2007, o que certamente lhe ajudou, ao lado da excelente fase no Billabong Brasileiro de Surf, a que ela somasse para o excelente desempenho do Brasil nas “Olimpíadas do Surfe” que o Panamá realizou.
Ela no entanto tem uma ainda mais nova geração lhe ameaçando, sua vice mais recente Estefany Freitas, e a que lhe coadjuvou na etapa inaugural, a paulista Kaena Brandi, aguardada em Arraial do Cabo para que São Paulo, seleção estadual líder do ranking CBS, consiga repetir á vitória que na abertura foi sua e mais recentemente do Ceará, atual vice líder nacional, posição que almeja também duas outras top 4, a experiente Rafhaela Bahia, do Ceará, e a jovem titular paraibana Yorrana Borges.
Kaena Brandi é, sem dúvidas, uma das forças paulistas, três vezes representante brazuca no ISA Júnior, ela na abertura venceu a Júnior, feito a seguir da atual líder Estefany Freitas, que no ranking tem a também cearense Camila Neros de vice, seguidas em terceiro lugar no Sub 18 Pelas fluminenses Isabela Lima e Carol Rodrigues, que no Rio de Janeiro de ambas buscarão superar ao segundo lugar que já somam e as colocam com grandes chances ao título Sub 18 do surf brasileiro.
Soma geral

Na disputa do título entre seleções, São Paulo, atual tricampeã e líder, saiu a frente, mas não será fácil trocar ao número 10 que exibe no uniforme do selecionado bandeirante de surf: em homenagem aos dez títulos que possui na galeria de vinte três temporadas do circuito Brasileiro de Seleções.
Na etapa dois, em Salvador, a vitória do Ceará, o segundo lugar paulista e a terceira colocação da Paraíba, que caiu para esta mesma posição, garantiu os paulistas se manterem na ponta e aumentou sua vantagem de 100 para 190 pontos em relação ao novo segundo colocado, o vencedor Ceará.
Não havendo descarte, sendo somados as pontuações de até 1000 pontos das quatro etapas do Billabong Brasileiro de Surf, a vantagem paulista é um trunfo em um ranking que a seguir tem estados com seleções donas, a exemplo de São Paulo, de títulos de campeã brasileira: Santa Catarina, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Bahia.
Para Adalvo Argolo, presidente da Confederação Brasileira de Surf (CBS), o futuro do surf brasileiro espelha repetir a sua atual realidade, a geração de talentos individuais que, após descobrirem o surf e competirem no circuito da Federação de seu estado, são, nas ondas dele e de outros, revelados pelo Brasileiro de Surf da Confederação ao Brasil e ao mundo.
Todos os brasileiros integrantes da elite mundial, a exemplo do paulista líder Adriano de Sousa, e de Raoni Monteiro, do Rio de Janeiro, competiram no circuito de base nacional da CBS, que possui seis divisões, quatro delas abaixo de dezoito anos: Iniciante (Sub-14), Mirim (Sub 16), Júnior (Sub-18) com prova para garotos e garotas, além da Open, a outra que também possui prova masculina e feminina sendo porém única aberta a todas as idades.
O Billabong Brasileiro de Surf CBS na Praia Grande, em Arraial do Cabo, RJ, tem o patrocínio da Billabong com Von Zipper, Nixon e Xcel e Governo do Estado do Rio de Janeiro, sendo o apoio da Prefeitura Municipal de Arraial do Cabo, válido para o ranking da Confederação Brasileira de Surf (CBS), junta nesta etapa com a Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro (Feserj) e a Associação de Surf de Arraial do Cabo, tendo cobertura Waves/Fluir e premiação de Troféus CBS e artigos Billabong aos finalistas mais Pranchas TBC com Carbon Free blocos para os melhores, e transmissão através do
www.cbsurf.org.br, site oficial da Confederação.
Billabong Brasileiro de Surf
 
Júnior Feminino
Líder Estefany Freitas CE 1729 pts
2º Camila Neros CE 1620 pts
3º Carol Fernandes RJ 1556 pts
3O Isabela Lima RJ 1556
Mirim
Líder Elivelton Santos 1810 pts
2º Lucas Silveira RJ 1729 pts
3º Edgar Groggia SP 1330 pts
4º Rafael Venuto CE 1260 pts
Open Feminina
Líder Gilvanilta Ferreira RN 2000 pts
2º Estefany Freitas CE 1710 pts
3º Rafaela Bahia CE 1539 pts
4º Yorrana Borges PB 1187 pts
 
Júnior
 
Líderes Deivid Silva SP e Michael Rodrigues CE1810 pts
3º Elivelton Santos Seleção PB 1900 pts
4O Matheus Faria RJ 1260 pts
 
Iniciante
 
Líder Igor Morais SP 1800 pts
2o Davi Sobrinho CE 1531 pts
3º Rafael Venuto CE 1466 pts
4º André Heiden SC 1458 pts
Open
Líder Michael Rodrigues CE1810 pts
2º Diego Michereff SC 1466 pts
3º Deivid Silva SP 1451 pts
4O Jussemir Júnior SC 1282
 
 
Ranking CBS de Seleções
1o São Paulo SP 1900 pontos
2o Ceará CE 1729 pts
3o Paraíba PB 1710 pts
4o Santa Catarina SC 1466 pts
5o Rio de Janeiro RJ 1385 pts
6o Rio Grande do Norte RN 1121 pts
6o Bahia BA 1121 pts
8o Espírito Santo ES 956 pts

 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS