Outras Notícias

Veja os Comentários


25/11/2011-10:34:13
Festa
 

HISTÓRIA DO SURF PARANAENSE

É o final da década de 60, e a história do surf Paranaense inicia com, segundo os Matinhenses, Tadeu, sendo o primeiro a surfar as ondas de nosso litoral e, para os Guaratubanos, Agnello Leichsering.

Qualquer que tenha sido o pioneiro sabemos que eles foram os precursores de uma geração de esportistas que hoje conta com vários atletas de renome internacional como Peterson Rosa, Jihad Khodr e Bruna Schimitz, shapers de inigualável capacidade como o Crespo e Rubinho Canfield, dirigente que comandou o esporte no Brasil e nas Américas como Presidente da Confederação Brasileira de Surf e como Vice Presidente da Pan American Surf Association, Juca de Barros, jornalistas como Pacheco dono do informativo Surf Reporter, fotógrafos como Paulo Bonet, lojistas como o Miltão, enfim, o Surf Paranaense sempre foi bem representado dentro e fora d’água. Mais precisamente, o grande movimento do esporte no Paraná começou na metade da década de 70, onde apareceram nomes como Marcos Pinton (pranchas Krakatoa), Tozin, imãos Boscardin, Iso Thá, Nelsinho Galvão, Jorge “Rato” Atherino, Oscar Guiss, Marcos e Cláudio Siedel (pranchas Sunshine), Paulinho Urban. Em 76 surgiram para o esporte Jamil (para mim o maior expoente do surf do Paraná em todos os tempos, que com seu estilo inigualável surfava os tubos mais insanos de Matinhos point), seu irmão Jamo, Cláudia Lupion e Carla Clausi (as primeiras mulheres a surfarem as ondas de Matinhos e do Paraná), Rogério Nero Vianna, Jairton, Nelson Tonho, Zeca Néia, Ruy Camargo, Daniel Jacaré Belotti (in memorian), Marcelo Barrão, Zé Salada Córdova, Betinho Freire (primeiro kneeboarder do Paraná) ,Tite e Magro Clausi, André de Paula Soares, Dumbo, Boné, Dado, Marcelo Prosdócimo, Paulinho Almeida, Pichete, Rubinho da Ilha do Mel, Zó, Serginho da Ilha do Mel, e por aí vai... são muitos os nomes! Até o Avelino Bastos da Tropical Brasil praticamente começou a surfar aqui no Paraná!

As competições começaram em 77 com o primeiro campeonato paranaense de surf realizado em Matinhos. Mas o campeonato que mexeu com os surfistas e público foi realizado em setembro de 1981, uma competição com quatro dias de duração, sendo dois dias em Guaratuba e dois dias em Matinhos. Para a sorte dos organizadores e atletas, foram quatro dias com altas ondas nas Direitas de Guaratuba e no Pico de Matinhos, sendo ao final coroado como campeão o Jamil. Em janeiro de 1983 foi realizado o primeiro campeonato a nível nacional, o Torneio Aeroperu de Surf, na praia Brava de Matinhos e o campeão foi Cisco Araña de Santos. A segunda edição do Torneio Aeroperu de Surf foi realizada em setembro do mesmo ano e recebeu o maior contingente de surfistas de todo o Brasil, sendo declarado campeão o carioca Rodolfo Lima, após uma bateria histórica no Pico de Matinhos contra o local Jamo. Em 1984 a Praia Brava de Matinhos recebeu o primeira edição do Summertime Surf Sul, onde Almir Salazar venceu (levando uma passagem para o Hawaii) e Roberto Valério ficou em segundo (passagem para a Califórnia) . Já a segunda edição do Summertime Surf Sul, em janeiro de 1985, foi a mais emblemática até hoje realizada, pois o campeão, o capixaba Nelson Ferreira, ganhou nada mais, nada menos, que uma Chevy 500 vermelha zero kilometro! Neste evento o catarinense Bilo ficou na segunda colocação. Muitas competições importantes vieram depois e culminaram com a revelação de muitos talentos do surf paranaense, destaques para Cico Braga (in memorian), Natalie Martins, André Portugal, Leandro Grilo Breda, Alessandro Schimitz, Vitor Valentin e Peterson Crisanto.

Destaques também para o bodyboard paranaense, onde tivemos um campeão mundial no Hawaii, Claúdio Marques, e as precursoras do esporte Márcia Camargo e Vanessa Rodaki, e a musa Lorraine Lima. No longboard, o grande destaque foi, sem dúvidas, Marcos Kammers, penta campeão paranaense e campeão Panamericano.

Bem, na verdade isto é um pouco do que tenho para contar agora, pois o resto vocês vão ficar sabendo quando o projeto “A HISTÓRIA DO SURF PARANAENSE by JUCA DE BARROS” estiver pronto! O projeto contempla os álbuns de fotografias já lançados no Facebook, um DVD, um livro, um documentário e um grande festival de surf e rock’n’roll que vai reunir todas as gerações do surf paranaense. A primeira etapa do projeto vai ser colocada em prática no próximo mês de dezembro mais precisamente no dia 8, as 21 horas, com a Festa de Lançamento do DVD da História do Surf Paranaense, no Era só o que faltava, no Água Verde. Convidados Especiais como Jamil Gonçalves, Rico de Souza e Daniel Friedmann já confirmaram a presença no evento que vai contar como atrações as bandas Brave Heart e Charles Bronson, o DJ Tite Clausi, apresentação de Miau Carraro e a arte de toda a programação visual sendo desenvolvida pela artista de Fortaleza Rosa Fonseca. Todos que forem à festa receberão o DVD como cortesia.

Aloha!
Juca de Barros

 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS