Outras Notícias

Veja os Comentários


31/10/2003-08:36:59
Universitário
 

Os pernambucanos terão adversários duros neste final de semana (sábado e domingo) na Baía de Maracaípe, no Lui Lui Surf Festival, o Brasileiro de Surf Universitário. O potiguar André Fagundes e o cearense Cacá Carvalho são dois grandes cotados, à vitória. Ambos estréiam no campeonato, mas chegam motivados. Aluno de Engenharia Civil, na UFRN, André tem grande experiência e compete em circuitos profissionais. No Rio Grande do Norte, acumula nada menos que quatro títulos.

Este ano foi bicampeão open do Circuito Detonação e Natureza, a maior competição do Estado. No mesmo evento levou a mirim e a júnior. Agora, ele também decidiu encarar a disputa universitária, sua prioridade na temporada. No próximo ano, ele volta com tudo para o Brasileiro Profissional, querendo seguir os passos de outros potiguares famosos, como Joca Júnior, Marcelo Nunes e Danilo Costa, todos destaques internacionais.

“Este ano a prioridade é o título brasileiro universitário. Vou com tudo para ganhar esse carro. Acho importante estudar, ter outra opção de trabalho, além do surf. E poder participar de mais um circuito forte, por estar estudando é show”, ressalta o surfista de 22 anos.

Atual campeão cearense na categoria, Cacá é estudante de Publicidade e Propaganda na Fanor (Faculdades Nordeste). Ele quer uma boa colocação em Maracaípe, para se firmar entre os melhores do País. “Apesar de estar sem patrocínio, tenho treinado bastante. Estou bem concentrado e espero algo de bom neste final de semana”, diz o surfista de 21 anos. “Minhas expectativas para a disputa do título em São Paulo são as melhores possíveis. Estou bem equipado com as pranchas do shaper Hennek, da Wetworks, e espero um bom resultado agora em Maracaípe para poder viajar para a final mais tranquilo”, acrescenta.

Além da masculina, o campeonato conta com as categorias feminina e tag team (revezamento) entre universidades. O Lui Lui Surf Festival - Circuito Brasileiro de Surf Universitário tem apresentação da TAM, com o patrocínio da Renault e Billabong. Co-patrocínio da Sundown Sport. Apoio: Bully’s, Billabong Girls, Bennett Foam, Storm Rider Surfboards e VeniceMag. Realização: Instituto Brasileiro de Desenvolvimento do Surf (Ibrasurf). Supervisão: Confederação Brasileira de Surf, com apoio institucional do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e Ministério dos Esportes. A etapa em Maracaípe tem o apoio da Prefeitura de Ipojuca, Fesurpe, APESU E Rádio Cidade.
 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS