Outras Notícias

Veja os Comentários


13/10/2014-07:26:37
Jadson André
 

Texto: João Carvalho
Foto: Laurent Masurel / ASP

Jadson André é bicampeão do ASP Prime de Cascais em Portugal

O potiguar voador assumiu a liderança no ranking do ASP Qualification Series com a vitória sobre o australiano Stuart Kennedy e o paulista Wiggolly Dantas já está confirmado como uma das novidades para a elite do WCT 2015

O potiguar Jadson André, 24 anos, conquistou o bicampeonato no ASP Prime Cascais Billabong Pro neste sábado na Praia do Guincho, em Cascais, vila localizada a 30 minutos de Lisboa, em Portugal. Embalado pelo vice-campeonato no WCT da França domingo passado, o potiguar voador usou os aéreos e até tubo surfou para superar seus adversários. Com os 6.500 pontos da vitória sobre o australiano Stuart Kennedy, 24, na grande final, ele assumiu a liderança no ranking do ASP Qualification Series. Jadson começou o último dia despachando o mesmo sul-africano Jordy Smith, 26, que havia derrotado nas semifinais do Quiksilver Pro France. Depois, ganhou o duelo brasileiro com o paulista Wiggolly Dantas, 24, que dividiu o terceiro lugar em Cascais com o australiano Julian Wilson, 25 anos.

"Não sei nem o que dizer. É um sentimento incrível e só quero agradecer a todos aqui pelo apoio durante toda essa semana", disse Jadson André, se dirigindo para a multidão que lotou a praia no sábado durante a cerimônia de premiação no pódio. "Eu fiquei prestando muita atenção nas condições do mar durante a Expression Session que rolou antes da final e vi que a maré estava baixa, então tracei meu plano de jogo de surfar várias ondas para construir uma boa vantagem e estou feliz que deu tudo certo".

Foi mais um grande resultado para Jadson André, que neste domingo já começa a disputar a penúltima etapa do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour 2014 em Peniche, também em Portugal, onde o paulista Gabriel Medina pode conquistar o primeiro título do Brasil na história do Circuito Mundial. Como o potiguar subiu do 29.o para o vigésimo lugar com o vice-campeonato na França e entrou no grupo dos 22 primeiros colocados no ranking que são mantidos na divisão de elite do ASP World Tour, ele é um dos três surfistas que estão dispensando a vaga para o ano que vem pelo ASP Qualification Series. Os outros são os também brasileiros Filipe Toledo em quarto lugar e Adriano de Souza em quinto.

DOMINIO BRASILEIRO - Com isso, o ranking de acesso está classificando até o 13.o colocado no momento. O resultado do Cascais Billabong Pro provocou duas mudanças de nomes no G-10 do ASP Qualification Series, com o potiguar Italo Ferreira e o californiano Brett Simpson tirando dois norte-americanos da lista, Tim Reyes e Michael Dunphy. A vitória de Jadson André foi a quarta do Brasil nas cinco etapas do ASP World Prime 2014 completadas em Portugal. A próxima que vale decisivos 6.500 pontos para o ranking é o O´Neill SP Prime, que vai fechar a nova "perna brasileira de fim de ano" da ASP South America nos dias 3 a 9 de novembro na Praia de Maresias, em São Sebastião, no litoral norte de São Paulo.

Os brasileiros dominam o ranking de acesso para o WCT 2015. Eles ocupam metade das vagas no G-10, sem contar com os três que estão entre os top-22 que dispensam a classificação pelo ASP Qualification Series. Campeão do primeiro ASP Prime do ano, o Quiksilver Saquarema Prime em Saquarema (RJ), Wiggolly Dantas encabeça o ataque verde-amarelo na terceira posição do ranking. O também paulista Jessé Mendes, que venceu a outra etapa portuguesa do ASP Prime nas Ilhas Açores, é o oitavo colocado, seguido pelos catarinenses Tomas Hermes em nono e Willian Cardoso em 11.o. Já o potiguar Italo Ferreira saltou da 22.a para o 12.a colocação com o quinto lugar em Cascais. Ele perdeu o duelo brasileiro que abriu o sábado para Wiggolly Dantas, mas já havia garantido sua entrada no G-10 quando se classificou na sexta-feira.

NOVIDADE CONFIRMADA - Com mais este bom resultado em Cascais, o ubatubense Wiggolly Dantas já está confirmado como uma das novidades na elite dos top-34 que vai disputar o título mundial na estreia da World Surf League (WSL) no ano que vem. Com o seu "forehand" letal nas esquerdas de 2-3 pés do sábado na Praia do Guincho, Wiggolly ganhou os dois duelos brasileiros que disputou no último dia. Foi assim que ele superou Italo Ferreira por uma pequena diferença de 12,66 a 12,33 pontos, mas faltou uma segunda nota mais consistente contra o outro potiguar que enfrentou nas semifinais e foi derrotado por Jadson André por 15,10 a 11,70.

"É a melhor sensação do mundo saber que eu já estou qualificado para o WCT do ano que vem", disse Wiggolly Dantas. "Fiquei um pouco triste por perder na semifinal, mas é muito bom saber que já estou finalmente classificado depois de longos 5 anos de tentativa. O engraçado é que todos no Brasil achavam que eu não surfava bem de frontside. Eu treinei pra melhorar essa deficiência durante 3 anos sem parar, mostrei a todos em Saquarema que eu poderia surfar bem em esquerdas também e aqui consegui outro grande resultado, então estou muito feliz por estar colhendo agora os frutos de toda minha dedicação ao longo destes anos".

BRASIL X AUSTRÁLIA - Enquanto os brasileiros se degladiaram na chave de cima do Cascais Billabong Pro, na de baixo foram os australianos que se enfrentaram e Stuart Kennedy surpreendeu o favorito Julian Wilson para fazer o confronto final entre Brasil e Austrália contra Jadson André. Ele já havia derrotado outros dois tops da elite mundial no seu caminho até a decisão do título, o havaiano Fredrick Patacchia e o francês Jeremy Flores. Só na última bateria, Kennedy não conseguiu achar boas ondas para repetir suas atuações e terminou em segundo lugar. Mas, com os 5.200 pontos do vice-campeonato, saltou da septuagésima para a 22.a posição no ranking do ASP Qualification Series, que está classificando até o 13.o colocado para o WCT do ano que vem.

"Foi ótimo derrubar grandes nomes do surfe mundial e espero conseguir um patrocinador depois deste resultado, para continuar correndo o circuito", disse Stuart Kennedy. "Eu ganhei uma etapa do ASP 6-Star alguns anos atrás, mas há muito tempo que eu não fazia um pódio, então estou feliz pelo resultado, mesmo não conseguindo a vitória, que era o que eu mais desejava. Infelizmente, não irei disputar as provas do Brasil e vou ter que deixar tudo para o Havaí. Mas, não estou colocando nenhuma pressão sobre mim mesmo para conseguir a classificação para o WCT".

PERNA BRASILEIRA - O Cascais Billabong Pro foi a última etapa do ASP Prime antes da estreia do Guaraná Antarctica apresenta O´Neill SP Prime, que vai fechar a nova "perna brasileira de fim de ano" da ASP South America com três provas seguidas entre os dias 18 de outubro e 09 de novembro. A primeira é o ASP 6-Star Oceano Santa Catarina Pro nos dias 18 a 25 de outubro na Praia da Joaquina, em Florianópolis. Da Ilha da Magia, o destino é a Costa do Cacau no sul da Bahia, onde pelo segundo ano consecutivo a Dendê Produções realiza o ASP 4-Star Mahalo Surf Eco Festival nos dias 27 de outubro a 1.o de novembro na Praia da Tiririca, em Itacaré. Depois, tem o O´Neill SP Prime de 03 a 09 de novembro na Praia de Maresias, em São Sebastião, litoral norte de São Paulo.

———————————————————————————-
João Carvalho - Assessoria de Imprensa da ASP South America
(48) 9988-2986 - jcarvalho@aspworldtour.com
www.aspsouthamerica.com
www.facebook.com/aspsouthamerica
www.twitter.com/aspsouthameric1
Instagram: aspsouthamerica
———————————————————————————-

RESULTADOS DO ÚLTIMO DIA DO ASP PRIME CASCAIS BILLABONG PRO:
Bicampeão: Jadson André (BRA) por 15,76 pontos (notas 8.33+7.43) - US$ 40.000 e 6.500 pontos
Vice-campeão: Stuart Kennedy (AUS com 10,13 pontos (5.70+4.43) - US$ 20.000 e 5.200 pontos

SEMIFINAIS - 3.o lugar com US$ 11.000 e 4.225 pontos:
1.a: Jadson André (BRA) 15.10 x 11.70 Wiggolly Dantas (BRA)
2.a: Stuart Kennedy (AUS) 16.17 x 12.34 Julian Wilson (AUS)

QUARTAS DE FINAL - 5.o lugar com US$ 7.000 e 3.320 pontos:
1.a: Wiggolly Dantas (BRA) 12.66 x 12.33 Italo Ferreira (BRA)
2.a: Jadson André (BRA) 16.77 x 12.54 Jordy Smith (AFR)
3.a: Stuart Kennedy (AUS) 16.03 x 12.00 Jeremy Flores (FRA)
4.a: Julian Wilson (AUS) 13.73 x 11.40 Michel Bourez (TAH)

G-10 DO ASP QUALIFICATION SERIES PARA O WCT 2015 - RANKING DAS 24 ETAPAS DE 2014:
1.o: Jadson André (BRA) - 16.240 pontos e dispensa vaga por ser top-22 do WCT
2.o: Matt Banting (AUS) - 14.020
3.o: Wiggolly Dantas (BRA) - 13.625
4.o: Filipe Toledo (BRA) - 13.330 e dispensa vaga por ser top-22 do WCT
5.o: Adriano de Souza (BRA) - 12.089 e dispensa vaga por ser top-22 do WCT
6.o: Adam Melling (AUS) - 11.410
7.o: Keanu Asing (HAV) - 10.220
8.o: Jessé Mendes (BRA) - 10.120
9.o: Tomas Hermes (BRA) - 10.020
10: Charles Martin (GLP) - 9.325
11: Willian Cardoso (BRA) - 9.285
12: Italo Ferreira (BRA) - 9.274
13: Brett Simpson (EUA) - 9.245
------------próximos sul-americanos até 100:
35: Peterson Crisanto (BRA) - 5.770 pontos
36: Heitor Alves (BRA) - 5.700
38: Alex Ribeiro (BRA) - 5.470
39: Caio Ibelli (BRA) - 5.450
53: Krystian Kymerson (BRA) - 4.355
58: Marco Fernandez (BRA) - 4.025
61: Santiago Muniz (ARG) - 3.647
66: David do Carmo (BRA) - 3.505
71: Hizunomê Bettero (BRA) - 3.202
72: Bino Lopes (BRA) - 3.160
80: Raoni Monteiro (BRA) - 2.800
88: Alejo Muniz (BRA) - 2.540
93: Lucas Silveira (BRA) - 2.422
98: Ian Gouveia (BRA) - 2.345
 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS