Outras Notícias

Veja os Comentários


24/11/2003-09:00:10
Competição
 

Com um show de surf em uma final de alto nível, o jovem paulista Adriano de Souza, o Mineirinho, derrotou os adversários para faturar a segunda e decisiva etapa do Billabong Pro Junior 2003, neste domingo em Maresias, São Sebastião.

Além da vitória, que valeu US$ 1,8 mil de prêmio, ele também carimbou o passaporte para integrar a equipe brasileira que disputa o mundial da categoria, de 1 a 8 de janeiro em North Narrabeen, Austrália. O carioca Gustavo Fernandes, terceiro colocado na etapa, ficou com o título sul-americano Júnior da temporada. O paulista Saulo Júnior ficou em segundo lugar, com o catarinense Fernando Mora em quarto.

Com isso, os seis atletas que formam a seleção brasileira são Gustavo Fernandes e Simão Romão, do Rio de Janeiro, Adriano de Souza, o Mineirinho, do Guarujá, o campeão sul-americano Júnior de 2001, Bruno Moreira, e David do Carmo, ambos da Praia Grande, além de Saulo Júnior, de Ubatuba.

Apesar das ondas estarem bem menores do que ontem, a decisão foi emocionante e Mineirinho deu um show à parte na bateria final. Inspirado, ele estava um nível acima dos adversários e deixou isso claro na soma de pontos, marcando 17,5 de 20 pontos possíveis. Em ondas difíceis, marcou várias notas altas com manobras arrojadas, com destaque para dois aéreos com as mãos nas bordas que arrancaram aplausos do público.

"Tudo o que aprendi na minha carreira consegui mostrar nesta final. Fiz o que sei e mais gosto de fazer. Agora, vou para o Mundial pensando no título. Quero levar a bandeira do Brasil o mais alto possível", comemorou o surfista, de apenas 16 anos, que ficou na segunda colocação no ranking geral sul-americano Junior, atrás de Gustavo Fernandes.

Na disputa pelas vagas, o carioca garantiu sua participação no Mundial ainda nas oitavas-de-final. Depois de continuar avançando, garantiu o título na semi, que valeu uma passagem aérea para a Austrália. "Esse é o meu primeiro título internacional e espero arrebentar nesse Mundial. Vai ser o campeonato mais importante da minha vida", disse Guga, 20 anos.

Durante a bateria final duas vagas ainda estavam em aberto e quatro surfistas tinham chances. Saulo Júnior e o catarinense Fernando Moura estavam na disputa direta. David do Carmo e Ricardo Ferreira, finalistas da primeira etapa, torciam da areia.

Mas, Mineirinho não deu chances aos três rivais e foi colecionando notas excelentes, deixando inclusive os três precisando de uma combinação de notas para tentar uma reação. Com isso, a briga ficou pelo 2o lugar, resultado que interessava a Saulo e Moura. No final, com uma melhor escolha de ondas, o paulista garantiu a colocação necessária para entrar no time.

"Estava tranqüilo. Sempre acreditei nessa vaga e sabia o que tinha de fazer", disse Saulo. No ranking, Ricardo Ferreira, terminou em 7o lugar, seguido de Gilmar Silva, do Guarujá, Tiago Bianchini (atual campeão brasileiro amador), de Florianópolis (SC) e Diego Santos, de Ubatuba. Eles ficam como 'alternates', no caso de algum atleta não puder participar do mundial.

O domingo também teve como atração na categoria masculina a Bleat Air Show, uma bateria especial, sem regras, onde vale o aéreo mais alto e radical. O cearense radicado no Rio de Janeiro, Adilton Mariano, decolou mais alto e faturou R$ 1 mil pela manobra. O santista Andrew Serrano também voltou para a casa com um prêmio extra de R$ 500 da Red Beach Best Wave, pela melhor nota do evento, um 9,5 pontos.

Todos os detalhes do campeonato podem ser acompanhados no site Billabongbrasil.com.br/projunior .

O Billabong Pro Júnior teve o co-patrocínio da Bleat, Red Beach, High Point, KYW Surf, Central Surf, Sthill, Sun Peak, Overboard, Hot Water, Board Side, Makaha, Hookena e Von Zipper. Apoio: Fluir, Waves.Terra. O Billabong Girls Pro - Circuito A Onda dos Sonhos teve a apresentação da Surftrip, Fluir Girls e Waves Girls Only. Apoio: Sportv e Universal Pictures. Os dois eventos contaram com o patrocínio da Nutry, Goofy e Marco Polo. Colaboração: Governo do Estado de São Paulo/ Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer. Supervisão: Federação Paulista de Surf, Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp), Association of Surfing Professionals (ASP) South America. Realização: Billabong Brasil, ASSS e Prefeitura de São Sebastião.

Ranking final Billabong Pro Júnior 2003

1 Gustavo Fernandes - Rio de Janeiro (RJ) - Classificado 1.730
2 Adriano de Souza - Guarujá (SP) - Classificado 1.500
3 Bruno Moreira - Praia Grande (SP) - Classificado 1.360
4 Saulo Júnior - Ubatuba (SP) - Classificado 1.180
5 Simão Romão - Rio de Janeiro (RJ) - Classificado 1.165
6 David do Carmo - Praia Grande (SP) - Classificado 1.130
7 Ricardo Ferreira - Praia Grande (SP) 1.070
8 Gilmar Silva - Guarujá (SP) 1.060
9 Tiago Bianchini - Florianópolis (SC) 1.005
10 Diego Santos - Ubatuba (SP) 955

Resultado da segunda etapa

1 Adriano de Souza - Guarujá (SP)
2 Saulo Júnior - Ubatuba (SP)
3 Gustavo Fernandes - Rio de Janeiro (RJ)
4 Fernando Moura - Florianópolis (SC)
5 Gilmar Silva - Guarujá (SP)
5 Michel Gratz - Vila Velha (ES)
7 Simão Romão - Rio de Janeiro (RJ)
7 Diego Santos - Ubatuba (SP)

 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS