Outras Notícias

Veja os Comentários


07/03/2005-15:43:31
Final do Paraibano
 

Evento em Baia da Traição definiu Erbeliel Andrade,Yure Nogueira e Rafael Seixas como novos campeões Júnior e Open e mirim de 2004

O terceiro lugar júnior, este final de semana no Detonação, etapa final do Paraibano de Surf, na Praia do Forte em Baia da Traição, garantiu o título dessa categoria para Erbeliel Andrade, com a disputa até dezoito anos tendo Yure Nogueira como vencedor da etapa final e vice geral, o pessoense Alan Saulo foi o vice júnior deste domingo e por precisar de uma onda de pontuação baixa sofreu forte marcação nos minutos finais por parte de Yure, ficando livres os atletas de Baia da Traição Erbeliel e Thiago de Souza,o quarto colocado para buscar reverter o resultado em casa, o que na Júnior não foi obtido .

Já entre os surfistas amadores de qualquer idade, reunidos na Open, foi Erbeliel Andrade quem venceu a etapa com a maior pontuação dos dois dias de prova na Praia do Forte de Baia da Traição, seu vice foi o natalense Emanoel de Souza, com Leo Morais levando para Rio Tinto o terceiro lugar open do Detonação e o vice título da temporada paraibana, que contou com a volta de Alan Saulo também finalista Open agora com quarta colocação.

A vitória de Erbeliel Andrade não poderia ter para ele melhor palco, pois é a Praia do Forte seu local de treinos mais constantes na Baia da Traição, onde ele mora e abusa de manobras modernas como os aerials, executados subindo além da onda e a ela retornando, ele executa lá o difícil aerial double-grab, o que conseguiu levar para a última bateria da temporada 2004 finalmente encerrada com o público vibrando com sua performance campeã.

O título Open 2004 no entanto ficou com Yure Nogueira, surfista de Cabedelo que não participou da última final Open da temporada mas foi beneficiado na prova pelo terceiro lugar de Léo Morais, de Rio Tinto, que precisava de um segundo lugar no Detonação para ser o campeão Open do circuito encerrado com sucesso neste domingo.

Outro que venceu a etapa final 2004 neste domingo foi o pessoense Bruno Brito, ele foi o melhor na mirim, mas entre os surfistas até dezesseis anos foi outro talento da capital, Rafael Seixas, quem levou o título estadual com vice campeonato na decisão na bela Baia da Traição, que após seis anos voltou a ter etapa do Paraibano.

O Detonação em Baia da Traição foi realizado faltando menos de uma semana para a abertura do Brasileiro Amador no Ceará e foi uma forma da equipe ser totalmente definida e os atletas ficarem mais treinados para a importante competição, Alexandre Palitot, presidente da Federação Paraibana de Surf (PBSurf), e o diretor técnico Luiz Tadeu Brandão, estão confiantes que obterão transporte para a delegação mais uma vez representar o Estado em uma abertura do Amador de Surf Nacional, na qual a representação da Paraíba terá o reforço de Diana Cristina, 14, que ontem foi vice campeã feminina Sub-16 em São Paulo e ao lado de Janaína Cléa serão a dupla Open, com Tininha também competindo na Júnior, ad qual foi vice no Brasileiro e quinta no Mundial em 2004.

Com vitórias
Mesmo com a ausência de Diana Cristina, a maior destaque da Baia da Traição, o surf open feminino foi bastante disputado na Praia do Forte e quem levou a melhor foi a potiguar Krisna de Souza, com Janaína Cléa sendo campeão da temporada ao chegar com a terceira colocação em prova na qual Edjane Santos, também paraibana, foi a vice na Baia da Traição, com a indía Potyra em quarto.

Na disputa da manobra mais radical, que na prova recebeu o nome de "Catumbaé Expression Session" quem venceu foi Leo Moraes em uma reação a perda do título Open 2004 do qual foi vice geral, o surfista de Rio Tinto executou um aéreo trezentos e sessenta que não foi superado.

Jonhson Jacques, nos pranchões do Longboard, e Paulo Germano, entre os experientes da Senior, foram os dois atletas da Paraíba que venceram a temporada 2004 com vitórias domingo no Detonação em Baia da Traição, outro que venceu e conquistou tambem a temporada foi o potiguar João Maria, a vez anterior em que competiu nas ondas da praia do Forte foi em 87 e o talentoso atleta de Baia Formosa na ocasião foi vice na vitória de Fábio Gouveia, reconhecidamente o maior surfista do Brasil.

Brayner de Castro foi campeão da temporada entre os iniciantes com vice campeonato no domingo, mas quem venceu na Baia da Traição foi Maronilton Júnior, irmão de Tininha, e a exemplo dela surfista da bela cidade litorânea do norte paraibano.

Na estreante Ramon do Vale foi o melhor da temporada mas foi outro surfista de Baia da Traição, o pequeno Samuel Igor, quem ganhou o Detonação, confirmando assim ser uma das revelações e promessas confirmadas através da prova divulgada pela Mix Fm e patrocinada pela Detonação, Prefeitura de Baia da Traição e Secretaria de esporte e Lazer da Paraíba, com homologação da PBSurf, entidade maior do surf estadual.

por Chico Padilha
 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS