Outras Notícias

Veja os Comentários


07/07/2005-17:03:28
WQS
 

Marcelo Nunes (Foto: Tostee.com) segue na briga pelo título do Mr. Price Pro 2005, etapa do WQS que rola em Durban, África do Sul.
O time brasileiro segue com ótimas apresentações em Durban, África do Sul, palco do tradicional Mr. Price Pro.
Válida como a etapa do WQS, a prova tem nível 6 estrelas e distribui um total de US$ 125 mil em prêmios.
Nesta quinta-feira, foram realizadas as nove baterias restantes do terceiro round masculino toda a segunda fase feminina.
Em ondas acima de 1 metro nas maiores séries, sete atletas avançaram entre os homens e as três representantes no feminino estrearam com o pé direito.
Os brazucas começaram o dia com uma dobradinha verde-amarela. Raoni Monteiro e Rodrigo Dornelles despacharam o francês Tim Boal e o sul-africano naturalizado aussie Shaun Gossman.
Raoni arrebentou e venceu o confronto com notas 9.00 e 5.93, enquanto Dornelles obteve 12.17 pontos na soma de suas duas melhores notas.
Melhor ainda foi a atuação do cearense Pablo Paulino na bateria seguinte. Pablo descolou a maior nota de toda a competição - 9.67 - e de quebra fez um 6.50 para totalizar 16.17 pontos e escovar dois tops do WCT, os australianos Kirk Flintoff e Mark Occhilupo, com o japonês Izuki Tanaka ficando em último na bateria.
Na 17a bateria, a terceira do dia, o baiano Wilson Nora garantiu a segunda posição no confronta contra o havaiano Bruce Irons, classificado em primeiro. O paulista Renan Rocha, último colocado, e o havaiano Mikala Jones caíram fora.
"As ondas estão difíceis, balançadas. As melhores séries demoram a entrar, mas vêm abrindo e proporcionando boas manobras", diz Wilson Nora, que está hospedado junto com os amigos Marcelo Trekinho e Jihad Kohdr, também classificados para a quarta fase do Mr. Price Pro.
"É isso aí, a barca está funcionando. Está todo mundo concentrado aqui e focado na competição", fala Nora. Na próxima rodada, o baiano encara três australianos - Troy Brooks, Nic Muscroft e Drew Courtney.

A 19a bateria marcou a derrota do potiguar Danilo Costa, que ficou atrás dos australianos Nic Muscroft (1o), Jay Thompson (2o) e Shaun Cansdell, terceiro colocado na disputa.
O carioca Marcelo Trekinho e o paranaense Peterson Rosa não conseguiram formar uma dobradinha brasileira na 20a bateria, mas Trekinho se deu bem e terminou o duelo na segunda colocação, seguido por Peterson e o aussie Toby Martin.
Quem levou a melhor foi o australiano Drew Courtney, que a poucos minutos do fim pulou da terceira para a primeira posição, deixando Treko em segundo e Peterson em terceiro.
"Estava apagadão na bateria, mas tive a felicidade de pegar uma direita boa e mandar logo um aéreo na primeira manobra. Tirei 8.00 e depois fiz um 3 e pouco, aí pulei pra primeiro lugar, com o Peter (Peterson Rosa) ficando em segundo. Só que o Courtney achou uma onda e assumiu a ponta. Foi uma pena, seria legal uma dobradinha brasileira, mas não deu", conta Trekinho.
O Brasil voltou a entrar em ação três baterias depois, com o potiguar Marcelo Nunes seguindo na prova ao derrotar o aussie Ben Dunn e o havaiano Roy Powers. O líder da bateria foi o local Warwick Wright.
Um show do paranaense Jihad Kohdr finalizou a rodada masculina. O local de Matinhos abusou da velocidade e investiu nas direitas para bater o australiano Taj Burrow por 14.20 a 14.16 pontos. Num duelo apertado, sobrou para o aussie Jamie Thompson, com 13.17, e o cabo-friense Victor Ribas, autor de 11.87 pontos.
"Minhas pranchas estão demais, funcionando bastante. Peguei duas ondas boas logo no início, um 5 e pouco e um 8 e tal, mas a bateria foi muito complicada. Todo mundo tinha uma nota acima de 7, mas graças a Deus me dei bem", fala Jihad Kohdr.
Entre as meninas, a catarinense Jacqueline Silva e a cearense Silvana Lima venceram suas respectivas baterias, enquanto a ubatubense Suelen Naraisa garantiu a segunda posição e também avançou para a próxima fase.
Confira abaixo as baterias da quarta fase masculina com os classificados da quarta-feira e também os confrontos envolvendo as surfistas brasileiras na terceira rodada feminina.
Quarta fase masculina (6 estrelas e US$ 125 mil em prêmios)



1 Jarrad Howse (Aus), Ben Bourgeois (EUA), Luke Munro (Aus) e Paulo Moura (Bra)
2 Andy Irons (Haw), Guilherme Herdy (Bra), Maz Quinn (Nzl) e Bede Durbidge (Aus)
3 Corey Ziems (Aus), David Weare (Afr), Fábio Gouveia (Bra) e Luke Stedman (Aus)
4 Brian Toth (P.Rico), Nathaniel Curran (EUA), Adrian Buchan (Aus) e Tom Whitaker (Aus)
5 Russell Winter (Ing), Travis Logie (Afr), Eneko Acero (Esp) e Frederick Patacchia (Haw)

6 Jake Paterson (Aus), Aritz Aranburu (Esp), Bruno Santos (Bra) e Yuri Sodré (Bra)
7 Josh Kerr (Aus), Marcondes Rocha (Bra), Rodrigo Dornelles (Bra) e Kirk Flintoff (Aus)
8 Nathan Webster (Aus), Greg Emslie (Afr), Raoni Monteiro (Bra) e Pablo Paulino (Bra)

9 Bruce Irons (Haw), Daniel Ross (Aus), Jay Thompson (Aus) e Marcelo Trekinho (Bra)

10 Wilson Nora (Bra), Troy Brooks (Aus), Nic Muscroft (Aus) e Drew Courtney (Aus)

11 Taylor Knox (EUA), Lee Winkler (Aus), Marcelo Nunes (Bra) e Taj Burrow (Aus)

12 Jordy Smith (Afr), Adam Robertson (Aus), Warwick Wright (Afr) e Jihad Kohdr (Bra)



Terceira fase feminina (nível 5 estrelas e US$ 25 mil em prêmios)



2 Caroline Sarran (Fra), Melanie Redman-Carr (Aus), Tamarys de Maroussen (Afr) e Jacqueline Silva (Bra)

4 Rosane Hodge (Afr), Suelen Naraisa (Bra), Anali Gomez (Peru) e Rebecca Woods (Afr)

6 Laurina McGrath (Aus), Sarah Beardmore (Aus), Silvana Lima (Bra) e Sheridan Shields (Aus)

Fonte: WAVES.com.br
 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS