Outras Notícias

Veja os Comentários


14/12/2005-11:23:09
Surf Feminino
 

A grande final do Circuito Petrobras de Surfe Feminino definiu as últimas integrantes da elite nacional que vai disputar o título brasileiro no SuperSurf em 2006. A potiguar Krisna de Souza e a paranaense Priscila Barsik confirmaram suas vagas na paradisíaca Praia de Geribá, em Búzios, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro. Além delas, classificaram-se pela divisão de acesso do Circuito Brasileiro a gaúcha Gabriela Rangel e as paulistas Luiza Romann, Elisa Costa e Silvia Nabuco. Elas completam a lista que já tinha as dezesseis primeiras colocadas do SuperSurf 2005. Como a bicampeã brasileira Silvana Lima entrou no WCT e não poderá mais competir em provas não homologadas pela ASP, seu lugar será ocupado pela gaúcha Sabrina Munhoz, que terminou em 17.o lugar no ranking encerrado na Praia de Itamambuca, em Ubatuba, no litoral norte de São Paulo. Clique no título acima para ver a relação completa das 22 candidatas ao título do SuperSurf 2006.

AS 16 CLASSIFICADAS PELO SUPERSURF 2005:
01: Alcione Silva (RN)
02: Suelen Naraisa (SP)
03: Juliana Guimarães (RJ)
04: Andréa Lopes (RJ)
05: Francisca Pereira (SP)
06: Yries Pereira (ES)
07: Taís de Almeida (RJ)
08: Luana Prado (SP)
09: Juliana Quint (SC)
10: Marina Werneck (SC)
11: Larissa Barbiere (SC)
12: Cláudia Gonçalves (SP)
13: Brigitte Mayer (RJ)
14: Flávia Soares (SP)
15: Viviane Maria (RN)
16: Sabrina Munhoz (RS)

AS 6 INDICADAS PELO CIRCUITO PETROBRAS FEMININO:
01: Luiza Romann (SP)
02: Gabriela Rangel (RS)
03: Krisna de Souza (RN)
04: Elisa Costa (SP)
05: Silvia Nabuco (SP)
06: Priscila Barsik (PR)

As oito primeiras colocadas no ranking final do SuperSurf 2005 serão as cabeças-de-chave que estrearão apenas na segunda fase das etapas do ano que vem. As outras entram na primeira fase junto com duas convidadas, totalizando o número de 24 competidoras da categoria feminina em cada etapa.

NOVIDADES - A nova elite nacional feminina apresenta cinco novidades. A potiguar Viviane Maria não fazia parte do SuperSurf, mas competiu em todas as cinco etapas da temporada 2005 e garantiu sua vaga com a 15a. colocação conseguida no ranking da divisão principal. Já a também natalense Krisna de Souza, a paulista Silvia Nabuco e a paranaense Priscila Barsik, vão estrear como integrantes da divisão principal do surfe feminino no país.

BAIXAS IMPORTANTES - Com a nova regra da ASP impedindo a participação dos surfistas do WCT no SuperSurf, o Ceará acabou ficando de fora da elite nacional feminina. Silvana Lima vai representar o Brasil na disputa pelo título mundial do WCT no ano que vem e a também bicampeã brasileira Tita Tavares não competiu em nenhuma etapa do SuperSurf 2005 e ainda perdeu seu lugar também na elite mundial. Além das duas cearenses, as outras baixas na temporada foram a paranaense Michaela Fregonese e a catarinense Camila Amarante, que se mudaram para o exterior, e a saquaremense Alessandra Vieira, que sofreu um acidente no meio do ano, não participou das últimas etapas e deve ganhar um convite especial da ABRASP para competir em todas as etapas do SuperSurf 2006.

João Carvalho - Assessoria de Imprensa da ABRASP
 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS