Outras Notícias

Veja os Comentários


29/05/2006-08:47:51
SurfEscola
 

O potiguar José Carlos Pires Rodrigues, o Carlinhos Fenning (foto), tem apenas dez anos
e dois importantes recordes obtidos nesse domingo, maior média ao superar em um
décimo os13,06 pontos do campeão do longboard, o paraibano Jonhson Jacques, e a
dupla vitória, ao obter os títulos infantil e iniciante da abertura do Surf Escola
2006, ocorrido neste domingo no Mar do Macaco, Intermares, Cabedêlo,.
Fenning, na iniciante deixou na vice o favorito Samuel Igor, vencedor da mirim na
qual o segundo lugar foi da campeã da Open Feminina Diana Cristina, enquanto na
Júnior o precoce Samuel Igor, - recordista em finais no Surf Escola 2006-, só foi
superado pelo favorito Raphael Seixas, que mostrou superação frente às pequenas
ondas de Cabedelo, nas quais está invicto em 2006, já tendo vencido este ano à
Open do I Surf Treino da PBSurf .
Embora a abertura da temporada comece apenas próximo sábado, quando acontece a
abertura do Estadual, o ranking final do VIII Surf Escola, somará como um dos
resultados que, ao final do ano, definem campeões paraibanos 2006 em várias
categorias.
Aa etapas do Paraibano de Surf tradicionalmente não possuem disputas funboard,
petit, kids, estreantes sub-18 e estreantes feminina, cujos campeões deste
domingo foram respectivamente Júnior Manteiga, Elivelton Santos, Jonas Marretinha,
Diego Cassiano e Naíze Ferreira, tornando-se eles os primeiros líderes definidos,
tanto do Surf Escola, quanto do ranking estadual.

Recordes e vitórias
O sábado, de fracas ondas, se encerrou com o recorde de Tininha na mirim. A campeã
brasileira júnior fez apenas sete centésimos a mais do que o dez que obteve
domingo na final Sub 16, na qual Samuel Igor, passando dos onze pontos, alcançou
uma convincente vitória, deixando a conterrânea de Baia da Traição como segunda
colocada, enquanto o terceiro lugar ia com Brainer de Castro para João Pessoa , e
Levi Silva representava o surf local com quarto lugar mirim.
Na iniciante, o natalense Carlinhos Fenning atropelou obtendo o recorde de 13, 16,
ele deixou Samuel Igor três pontos atrás e em segundo lugar, Alessandro Mendes,
melhor iniciante do I Surf Treino, desta vez foi terceiro, com Thiago Gomes em
quarto.
Na Open feminina a quarta colocada foi Patricia Gabriela, com a campeã do Surf
Escola 2006 Janaína Cléa em terceiro, enquanto a vencedora da abertura 2005,
Edjane Santos, desta vez coadjuvou como vice a vitória da campeã estadual Diana
Cristina, a Tininha, que este ano contabiliza vitória em etapa catarinense do
WQS, e final no Mundial Júnior realizado em São Paulo, ambos feitos inéditos em
ondas brasileiras.
O longboard reuniu quatro gerações, e Nilson Santos mostrou que é nome a ser
batido, cabendo desta vez a missão ao favorito Jonhson Jacques, dono da segunda
maior média da prova e campeão da final cem por cento paraibana, com Júnior
Manteiga em terceiro, seguido da novidade André Felix.
Na Júnior, a maior experiência que Raphael Seixas vem adquirindo, com viagens e
ondas fortes, parecia ter refletido em uma queda de performance nas microondas do
fim de semana em Intermares, aonde o talentoso pessoense tanto já surfou, mas a
final das finais, a decisão Sub-18, foi de vitória dele, sempre ameaçado pelo vice
Samuel Igor, enquanto Rivaldo Ellison, de Cabedêlo, era terceiro, em final com
Miguel Neto, primo de Tininha, levando para Baia da Traição o quarto lugar
O patrocinador principal do evento foi a Inject Brasil tendo parcerias com os
blocos Teccel que aposta no evento desde a sua criação em 1999 e a MIX FM, a
rádio oficial do surf paraibano.Outros apoios são a Fibrax, Bar do Surfista, OG
Telecom, Speeedfins, Realce Surf Mar, FLIP, Tod Sport Wear, Art Vinil, Kinitos,
Dore, Araújo Produções e SurfByte, que disponibilizou a transmissão on-line
no site no site injectbrasil.com.

Texto e foto: Chico Padilha
 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS