Outras Notícias

Veja os Comentários


09/09/2003-09:52:49
Competição
 

O ídolo local Fábio Carvalho não decepcionou a grande torcida na Praia da Vila para acompanhar o último dia do Imbituba Surf Pro em Imbituba (SC).

Com uma nota 9 na primeira onda da final, ele garantiu o título da terceira etapa do Circuito Catarinense Profissional da FECASURF 2003 numa merecida vitória sobre os também catarinenses Guilherme Ferreira (segundo lugar) e Ricardo Ortiz (terceiro), além de Ricardo Azevedo (quarto), gaúcho radicado em Florianópolis.

Apesar do forte vento Nordeste, as ondas melhoraram bastante no último dia, com algumas séries passando de 1,5 metros. Com o terceiro lugar no Imbituba Surf Pro, Ricardo Ortiz
assumiu a liderança do ranking catarinense, enquanto o campeão Fábio Carvalho pulou para a terceira posição, além de faturar o prêmio máximo de R$ 3 mil.

"Meu grande sonho quando vim para cá hoje era poder ser campeão para premiar a todos que sempre torcem por mim", disse o campeão do Imbituba Surf Pro, sem conseguir esconder as lágrimas.

"Essa galera merece. Nossa associação local não tem muita estrutura, mas boa vontade é o que não falta para eles poderem realizar os eventos e deixar mais este título aqui em casa foi fantástico", continuou Fabinho Carvalho.

"Consegui pegar aquela onda muito boa (nota 9) no começo da bateria e procurei me manter tranqüilo para não cometer nenhum erro. O nível da competição foi muito alto. O Guilherme e o Ricardinho Ortiz também pegaram uma onda boa, mas continuei calmo até garantir a vitória com uma nota 6,75 já pro final da bateria".

Igualmente mostrando muita calma, o novo líder do ranking catarinense Ricardo Ortiz ficou satisfeito com o seu desempenho nas boas, mas difíceis ondas da Praia da Vila.

"Estou tranqüilo, treinando bastante, voltei a morar com meus pais, estou procurando me alimentar bem, me cuidando, para tentar conquistar este título e vou lutar por ele até o final. Sei que é difícil, porque tem muitos competidores casca-grossa, mas vou continuar treinando para alcançar meu objetivo", falou Ricardinho Ortiz, que ganhou a primeira posição na classificação geral de Raphael Becker, que não passou da sua estréia no Imbituba Surf Pro.

Com a melhora das ondas no domingo, os recordes do carioca Marcelo Trekinho no primeiro dia foram superados. O campeão Fábio Carvalho aumentou para 9,5 o recorde de maior nota logo em sua primeira apresentação nas oitavas-de-final.

A mesma pontuação foi igualada nas quartas-de-final pelo gaúcho Rodrigo Dornelles, que ainda tirou uma nota 8,5 para estabelecer a maior marca do Imbituba Surf Pro: 18,00 pontos. Ele perdeu nas semifinais e dividiu a quinta colocação com Gustavo Santos (SC) e na sétima ficaram Tânio Barreto (AL) e Álvaro Bacana (MA).

Tropical Brasil WCT Trials - O resultado do Imbituba Surf Pro ainda ganhou importância após a decisão da FECASURF em promover uma competição entre os surfistas catarinenses para definir as duas últimas vagas de convidados para a etapa do WCT que vai ocorrer no final de outubro em Santa Catarina.

Um total de 24 atletas vai competir no Tropical Brasil WCT Trials. Oito serão convidados pela marca patrocinadora e os outros 16 sairão do ranking catarinense deste ano somado com os pontos conquistados no ano passado, com cada atleta descartando o pior resultado destas quatro provas.

"Nosso principal objetivo é dar uma chance para os catarinenses participarem desta grande festa que será o WCT Brasil em Santa Catarina. Os dois classificados vão ganhar uma oportunidade única de enfrentar os líderes do ranking mundial, como Andy Irons (Haw) e Kelly Slater (EUA), além de já garantirem uma premiação mínima de 3.000 dólares", complementou Xandi Fontes, presidente da FECASURF.

O Imbituba Surf Pro foi uma realização conjunta da Federação Catarinense de Surf (FECASURF) e Associação de Surf de Imbituba (ASI), contou com o patrocínio da VotoMassa - Argamassa da Votorantin, co-patrocínio da Cia. Docas de Imbituba, Governo do Estado de Santa Catarina, Prefeitura Municipal de Imbituba, ILP - Imbituba Logística Portuária - e Loxus.


Ranking Catarinense FECASURF

Profissional após 3 etapas

1 Ricardo Ortiz (SC) 3105
2 Raphael Becker (SC) 2933
3 Fábio Carvalho (SC) 2700
4 Cristiano Guimarães (SP) 2355
5 Álvaro Bacana (MA) 2333
6 Marco Polo (SC) 2205
7 Tânio Barreto (AL) 2033
8 Pedro Norberto (SC) 1905
9 Guilherme Ferreira (SC) 1890
10 Diego Rosa (SC) 1770
11 Andreas Eduardo (SC) 1755
11 Vinicius Constante (RS) 1755
13 John Junior (SC) 1680
14 Rafael Imhof (SC) 1635
15 Luli Pereira (SC) 1620
16 Beto Mariano (SC) 1590

Fonte: Waves.
 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS