Outras Notícias

Veja os Comentários


26/11/2007-16:50:53
Paraibano
 

Por: Chico Padilha
Fonte: InjectBrasil.com

"Moçada que Agita Final Heat" será em Barra de Camaratuba

Barra de Camaratuba, Mataraca, receberá no próximo fim de semana " Moçada que Agita final Heat" encerrando ao Mix FM de Surf Amador e valendo 1500 pontos


O Presidente da Federação Paraibana de Surf (PBSurf), Alexandre Palitot, confirmou para o próximo fim de semana, dias 01 e 02 de dezembro, o encerramento de mais uma temporada do surf amador nas sempre elogiadas ondas de Barra de Camaratuba, Mataraca, litoral norte paraibano. "Será outro evento de sucesso na temporada do surf paraibano, para o qual contribuirá o decisivo apoio de todos que renovam o compromisso com o surf, esporte que sempre identifica positivamente a Paraíba no Brasil e no mundo" afirma Palitot, lembrando que ano passado a prova "Moçada que Agita Final Heat" finalizou em boas ondas da Barra de Camaratuba à temporada do Mix Fm de Surf, que na etapa final de 2007 tem entre os novos apoios para premiação, os da Prancha Sargaço, e da marca cearense Smolder, que inclusive terá seu representante no Estado, Ivan Medeiros, competindo entre os veteranos da master, enquanto no "Point" sempre hospitaleiro aos surfistas e visitantes, Barra de Camaratuba é palco tradicional de eventos de surf no estado e sediará, mais uma vez, final do Paraibano de Surf Amador, o Mix FM 2007, reunindo amadores veteranos e da nova geração em suas ondas sempre elogiadas.


Profissional de seguros e competidor experiente, Alexandre Lacet foi um dos que festejaram quando a temporada começou nas boas ondas da etapa "Sargaço Surf Open" em Coqueirinho, Conde, e ele saiu à frente na disputa acima de vinte e oito anos (Sênior), a seguir mantendo a ponta com final na segunda etapa, o "Pena Nordeste", em Intermares, Cabedêlo, vencido pelo também paraibano, Bob Rei, seguido do cearense Flávio Sukita.


Entre as promessas que estão se confirmando, muitas delas estarão competindo em Barra de Camaratuba na final em dezembro.

Nomes como o mirim Alessandro Mendes, e os iniciantes José Francisco, o Fininho, Elivelton Santos, Diego Cassiano e Yan Roque, prometem mostrar toda competitividade adquirida com mais um ano de treinos e disputas.

Fininho, foi destaque na segunda etapa do potiguar fazendo final iniciante, na ocasião Edjane Santos trouxe para o estado da Paraíba o mesmo título feminino, além dela Johnson Jacques voltou a vencer no longboard em ondas potiguares deste domingo, na qual Arthur Villar, o "Abelha", foi vice da disputa Universitários, no qual pode suceder a ninguém menos que Diana Cristina, a Tininha, que se encontrará em temporada de três semanas no Havaí, para onde embarca esta semana.

A principal adversária de Edjane pelo título feminino 2007 será a pessoense júnior e líder estadual Danielle Monteiro, mas nomes como Robéria Lopes, Yohana Borges, entre outras, prometem fechar a temporada com o prestigioso título da etapa final do Mix Fm de Surf na paradísiaca Barra de Camaratuba, paraíso com surfe em boas e aguardadas ondas.

Munícipio de grande potencial turístico em que a beleza de Barra de Camaratuba é destaque, começando na desembocadura do Rio que lhe dá nome e aonde ilhas de areia branca surgem em diversos pontos formando um desenho emoldurado pelo verde da preservada mata que protege o encontro das águas do mar com as do navegável Rio Camaratuba, cujo manguezal tem grande valor ecológico. Na chamada "boca da Barra", barcos ancorados e alguns quiosques recém construídos harmonizam com o ambiente através de uma arquitetura que imita ocas indígenas e termina não interferindo no clima de paraíso perdido que paira no lugar.

Refúgio para os amantes da natureza, Barra de Camaratuba, Mataraca, extremo norte paraibano, é o lugar cuja beleza é difícil descrever. O mais belo e selvagem trecho da nossa costa, uma avenida de mangues e belas praias de areias claras que fazem fronteira com o Rio Grande do Norte. Entrando pelo Rio, cerca de meio quilômetro, o mangue impera absoluto, e se vislumbram algumas "ocas". Essas, no entanto, são verdadeiras, construídas pelos índios Potiguara e que expõe para os turistas o rico artesanato indígena produzido na região. É possível alcançar a "aldeia" em barcos alugados ou em pequenas canoas que fazem o trajeto beirando o enorme manguezal que margeia todo o rio.

Fonte: InjectBrasil.com
 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS