Outras Notícias

Veja os Comentários


08/01/2008-15:33:11
Entrevista
 

Por Maria Clara

Andréa Lopes é considerada no mundo do surf como uma guerreira. Aquela que abriu as portas do surf feminino para várias gerações e, desde o início, conhecida pelo grande profissionalismo.

Desde criança nas ondas, aos 14 anos já era Pentacampeã brasileira amadora e, aos 17 anos, já estava surfando as melhores ondas do mundo.

Foi a primeira brasileira a ganhar uma etapa do WCT, a Etapa Rio do WCT em 1999, como convidada com o Wild Card, um fato inédito até então. No mesmo ano foi Campeã Profissional de Surf. Também foi Campeã Pan Americana, e, detém o título inédito na história da ABRASP de Tetra campeã do SuperSurf, conquistado em 2006.

De lá para cá venceu vários desafios com muita luta, determinação, adrenalina e simplicidade. Muito profissional e cuidadosa com a sua imagem, tem qualidades que são referências no mundo do Surf. Sempre gentil, a carioca Andréa Lopes concedeu entrevista exclusiva para o site Surfbyte, onde conta um pouco de sua trajetória.


Qual a receita para este desempenho de sucesso?
“Ter humildade ! Independente do resultado no ano...ser humilde sempre! Dedicação, cabeça no lugar. Saber que o resultado sempre muda... Procurar estar sempre motivada! Surfar com paixão! Balancear a “obrigação” com o “prazer” e aproveitar sempre tudo como se fosse seu último dia! Ter e traçar metas! Foco! Aceitação!”

O começo de tudo
Comecei a surfar ainda criança e, na contramão da tendência da minha geração, quando as meninas optavam pelo “bodyboarding”. Tenho amigas que viraram campeãs brasileiras e mundiais. Mas a minha escolha sempre foi o surf !


Você tem uma remada que chama a atenção de quem assiste você surfar. Braçada veloz e que ultrapassa no mar gerações mais jovens com facilidade. Um diferencial. Muito treino?
“Nado desde criança ! Acho a remada muito importante !!! Nado mais ou menos 3.000 metros por dia ! Rindo......”

A importância dos patrocinadores
Hoje conto com Miss Serena, Luilui, Central Surf, Spoleto, Rhynofoam e os apoios da Pro-lite, Academia da Praia e Daniela Jusan. Entendo o patrocínio como uma “Parceria” em que ficamos juntos nos momentos ruins e bons. “É importante vestir a camisa de quem te patrocina. Vender sua imagem dentro e fora d’água e ter atitudes de profissional ! “

Está filmando “Surf Adventure 2” ?
Fiz poucas imagens por causa dos campeonatos, mas estou dentro sim.


Depois da Barra da Tijuca, onde tudo começou, você já viajou o mundo todo. Cite outras praias.
Gosto de Maresias (SP), das praias do litoral de Santa Catarina e do Hawaii.

Alguma no Nordeste onde gostou de surfar ?
Adoro Maracaipe (PE).

Outros esportes que pratica
Futevolley, Natação e Yoga

O que faz depois do Surf ?
Adoro ler (de tudo), adoro ir ao cinema e, com tantas viagens, também adoro ficar em casa !

Você tem um trabalho interessante de divulgação do esporte através das Clinicas de Surf (Surf Camp) que oferece, onde trata de alimentação, disciplina e lógico .... aulas de surf. Quais os planos?
Acho importante continuar divulgando o esporte. Elas continuarão existindo, mas, como exigem dedicação máxima, e com o calendário deste ano apertado, a próxima está agendada para 2009.

Projetos para 2008
2007 foi um ano diferente quando precisei me reorganizar, adiar alguns compromissos, desacelerar um pouco e, por isso, tenho como meta para 2008 conquistar o Pentacampeonato do SuperSurf .

Destaque alguma surfista do Nordeste que você considere revelação.
Destaco duas: a Tininha (PB), e a Krisna de Souza (RN)

Recado para o surfbyte
Um abraço para todos e parabéns por divulgar o Surf !!!!
 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS