Outras Notícias

Veja os Comentários


20/05/2008-18:25:02
Seletiva Petrobras
 

Texto: FMA
Foto: Fabio Miduim

Numa final paraibana, Jano Belo é o campeão da Seletiva Petrobras de Surfe Masculino, na Praia do Cupe



Vencedor da etapa pernambucana do Super Surf, no domingo anterior, o paraibano Jano Belo repetiu a dose na Praia do Cupe, em Ipojuca, faturando o título da 2ª prova da Seletiva Petrobras de Surfe Masculino, encerrada neste domingo (dia 25). Numa final paraibana, ele derrotou Ulisses Meira e ficou com os R$ 10 mil destinados ao vencedor, além dos 1.000 pontos, que o levou à liderança do ranking da Seletiva Petrobras.

Numa decisão bastante disputada, Ulisses mostrou que não havia vencido sete baterias em vão. Marcou notas 5,67 e 6,33 em suas duas primeiras ondas, manobrando com muita radicalidade de backside, e deixou Jano precisando de uma nota acima de 5,91 pontos para virar o resultado.

Há cinco minutos do final da bateria, Jano Belo conseguiu descer uma boa onda e usou a mesma tática de Meira, abusando das batidas de backside. Ele conseguiu a maior nota da final, um 6,83, e garantiu a vitória no evento por uma diferença apertada de menos de um ponto (12.93 X 12.00).

“Já competi várias vezes com o Ulisses e sabia que a decisão seria difícil. Mas no final da bateria ele se descuidou com a prioridade e eu pude pegar uma onda legal para vencer”, comentou o campeão, emocionado por mais uma vitória no Cupe. “Nem acredito que ganhei de novo aqui, pois nunca tive uma boa regularidade em competições”, disse Jano.

Com o resultado, ele assumiu a liderança do ranking da Seletiva Petrobras de Surfe Masculino, que dá ao campeão da temporada uma passagem para as ilhas Mentawaii, na Indonésia, pelo Prêmio Petrobras Nas Ondas. O surfista soma 1.360 pontos, contra 1.340 do paulista Renato Galvão, atual campeão do Super Surf.

FELIZ DA VIDA – Mesmo perdendo a final pra seu conterrâneo, Ulisses Meira não parava de sorrir. Aos 25 anos, esse foi seu melhor resultado na carreira de surfista profissional. O vice-campeonato rendeu a Ulisses um prêmio de R$ 6 mil e importantes 860 pontos no ranking da Divisão de Acesso ao Super Surf em 2009.

“Estou muito feliz com esse resultado. Isso irá renovar meu sonho de entrar no Super Surf”, comentou Ulisses, que está sem patrocínio e sempre investe o dinheiro ganho nas premiações na compra de passagens e no pagamento de inscrições nos campeonatos que participa.

Na briga para chegar na grande decisão da Seletiva Petrobras de Surfe Masculino, Ulisses derrotou o carioca Pedro Henrique, na primeira semifinal. Ex-integrante da elite do mundial do WCT, Pedro arriscou vários aéreos, sem sucesso. Já Meira administrou a bateria surfando com segurança de backside para marcar 10.67 pontos, contra apenas 6.47 do carioca.

Em sua trajetória rumo a final, Jano Belo despachou um inspirado Guga Arruda, de Santa Catarina. Destaque nas ondas do Cupe, Guga surfou bem de frontside e perdeu para Jano por um placar bem apertado (13.33 X 12.50). Pelos terceiros lugares, Pedro e Guga faturaram R$ 3 mil e 730 pontos, cada um.

QUARTAS-DE-FINAL – Na primeira disputa do dia, válida pelas quarta-de-final, Pedro Henrique massacrou o paulista Beto Fernandes. Nas suas duas primeiras ondas, o carioca executou dois aéreos reverses incríveis. Marcou notas 6,33 e 7,5 e somou no total 13.83 pontos, contra apenas 2.13 de Beto. O paulista não se encontrou na bateria e ficou a espera de boas ondas, que não apareceram.

No confronto seguinte, Ulisses Meira, que já havia vencido as cinco baterias disputas nas fases anteriores, derrotou o paulista Hizunomê Bettero. Brasileiro melhor colocado no ranking mundial do WQS (4° colocado), Bettero caiu pelo placar de 13.94 X 11.07, em favor do paraibano, que surfou forte de backside.

A terceira bateria da fase era uma espécie de final antecipada, pois contava com os dois maiores favoritos ao título: Jano Belo e o paulista Renato Galvão. O paraibano levou a melhor e venceu o atual campeão brasileiro e vencedor da etapa pernambucana da Seletiva Petrobras no ano passado, pelo apertado placar de 11.70 X 10.53.

Finalizando as quartas-de-final, uma briga de gerações: o experiente Guga Arruda contra o joven cearense Michel Roque. O catarinense surfou com pressão e fluidez de frontside e garantiu a passagem para as semifinais ao marcar 12.50 pontos. Mesmo mandando seu aéreo reverse característico, Michel fez apenas e 11.50 pontos e ficou fora da decisão.

Pelo quinto lugar na etapa, Michel garantiu um prêmio R$ 1,7 mil e 610 pontos no ranking da Seletiva Petrobras de Surfe Masculino e da Divisão de Acesso. O mesmo aconteceu com Hizunomê Bettero, Beto Fernandes e Renato Galvão.

O paulista David do Carmo, vice-campeão da etapa de abertura da Seletiva Petrobras de Surfe Masculino, disputada em Imbituba (SC), também teve motivos para comemorar. Mesmo perdendo na quarta fase, ele ainda sai de Pernambuco como líder do ranking da Divisão de Acesso, que garante 12 vagas para o Super Surf em 2009.

Com a 19ª colocação na etapa, David chegou aos 2.268 pontos e manteve-se na ponta na classificação geral. O também paulista Diego Santos subiu uma posição e é agora o vice-líder, com 2.010 pontos. Já o catarinense Guilherme Ferreira perdeu o segundo posto para Diego e passou a ser o terceiro colocado, com 1.983 pontos.

PERNAMBUCANOS - Dos 17 atletas pernambucanos, de um total de 140 inscritos, que participaram da Seletiva Petrobras de Surfe Masculino, apenas o veterano Sávio Carneiro, 35 anos, avançou até à terceira fase da competição. Mas no sábado, numa bateria de poucas ondas, ele perdeu para os jovens catarinenses Greg Cordeiro e Thomas Hermes, finalizando o evento na 25ª posição.

“Num mar pequeno a idade chegou a pesar, pois os garotos estavam no gás, tentado dar aéreo e tudo. Mas valeu vir competir em casa, já que há vários anos moro em São Paulo”, contou Sávio, que ficou por sete anos seguidos na elite do surfe nacional e luta pela sua reclassificação ao Super Surf.

Grande esperança local de título, o ex-atleta do WCT, Paulo Moura, caiu na sua bateria de estréia, na segunda fase. Nesse mesmo rounde, Ernesto Nunes, atual campeão latino-americano, também não conseguiu sua classificação.

Ernesto, inclusive, foi o único que passou sua bateria na fase inicial do evento, durante o primeiro dia de competições, na última quinta-feira. Um dia que é para ser esquecido pelos pernambucanos, pois dos 15 competidores que entraram na água, apenas Nunes seguiu adiante.

Entre essas grandes “baixas” do Estado, estava Alan Donato. Quinto colocado na etapa do Super Surf encerrada no último domingo, no Cupe, Alan não conseguiu superar os talentosos Martins Bernardo, do Ceará, e Marcondes Rocha, de Alagoas.

Depois das etapas em Santa Cataina e Pernambuco, a Seletiva Petrobras de Surfe Masculino segue agora para o Rio de Janeiro. De 11 a 14 de setembro acontece a terceira e última etapa, na praia de Itaúna, em Saquarema. O evento será decisivo nas disputa por vagas no ranking da Divisão de Acesso ao Circuito Brasileiro de Surfe Profissional.

A Seletiva Petrobras de Surfe Masculino tem o patrocínio da Petrobras. Apoio da Lui Lui, Nova Schin, Copergás, Governo de Pernambuco, Prefeitura Municipal de Ipojuca. Realização: Abrasp, ANS e Federação Pernambucana de Surf. Organização: MaxSports.



RESULTADOS DA 2ª ETAPA DA SELETIVA PETROBRAS DE SURFE MASCULINO

1) Jano Belo (PB) - R$ 10.000 e 1.000 pontos
2) Ulisses Meira (PB) - R$ 6.000 e 860 pontos

Perderam nas semifinais

3) Pedro Henrique (RJ) - R$ 3.000 e 730 pontos
3) Guga Arruda (SC) - R$ 3.000 e 730 pontos

Perderam nas quartas-de-final
5) Beto Fernandes (SP) - R$ 1.700 e 610 pontos
5) Hizunomê Bettero (SP) - R$ 1.700 e 610 pontos
5) Renato Galvão (SP) - R$ 1.700 e 610 pontos
5) Michel Roque (CE) - R$ 1.700 e 610 pontos

Perderam na quinta fase da competição
9) João Gutemberg (RJ) - R$ 1.050 e 500 pontos
9) Leandro Bastos (RJ) - R$ 1.050 e 500 pontos
9) Edvan Silva (CE) - R$ 1.050 e 500 pontos
9) Jean da Silva (SC) - R$ 1.050 e 500 pontos

Perderam na quarta fase da competição
13) Guilherme Herdy (RJ) - R$ 800 e 450 pontos
13) Igor Morais (RJ) - R$ 800 e 450 pontos
13) Danilo Costa (RN) - R$ 800 e 450 pontos
13) Rudá Carvalho (BA) - R$ 800 e 450 pontos
13) Hugo Binttercout (RJ) - R$ 800 e 450 pontos
13) Thomas Hermes (SC) - R$ 800 e 450 pontos
19) Márcio Farney (CE) - R$ 500 e 390 pontos
19) Diego Santos (SP) - R$ 500 e 390 pontos
19) Daison Pereira (RS) - R$ 500 e 390 pontos
19) David do Carmo (SP) - R$ 500 e 390 pontos
19) Wilson Nora (BA) - R$ 500 e 390 pontos
19) Greg Cordeiro (SC) - R$ 500 e 390 pontos

RANKING DA SELETIVA PETROBRAS DE SURFE MASCULINO - APÓS 2 ETAPAS

1) Jano Belo (PB) – 1.360 pontos
2) Renato Galvão (SP) – 1.340 pontos
3) David do Carmo (SP) – 1.250 pontos
4) Messias Félix (CE) – 1.240 pontos
5) Jean da Silva (SC) – 1.110 pontos
6) Hizunomê Bettero (SP) – 1.060 pontos
7) Guga Arruda (SC) – 1.030 pontos
8) Greg Cordeiro (SC) – 1.000 pontos
9) Adilton Mariano (CE) – 970 pontos
10) Ulisses Meira (PB) – 958 pontos
11) Michel Roque (CE) – 910 pontos
12) Rudá Carvalho (BA) – 900 pontos



RANKING DA DIVISÃO DE ACESSO APÓS 3 ETAPAS E 9 REGIONAIS

1) David do Carmo (SP) – 2.268 pontos
2) Diego Santos (SP) – 2.010 pontos
3) Guilherme Ferreira (SC) – 1.983 pontos
4) Daison Pereira (RS) – 1.890 pontos
5) Guga Arruda (SC) – 1.885 pontos
6) Tânio Barreto (AL) – 1.840 pontos
7) Pedro Henrique (RJ) – 1.819 pontos
8) Messias Félix (CE) – 1.805 pontos
9) Tomas Hermes (SC) – 1.783 pontos
10) Adilton Mariano (CE) – 1.780 pontos
11) Jano Belo (PB) – 1.750 pontos
12) Ulisses Meira (PB) – 1.738 pontos

EM PERNAMBUCO: MARCELO CARTAXO
TELEFONES (81) 3267.3511 – 9652.0238
E-MAIL: cartaxomarcelo@hotmail.com

FMA NOTÍCIAS - FÁBIO MARADEI (MTB 22.214)
TELEFONES: (13) 3239.2139 - 8128.9529
E-MAIL: contato@fmanoticias.com.br
 

--> Inclua seu comentário <--


 


COMENTÁRIOS